Blog Colchões Americanflex - Dicas de saúde, qualidade de vida e informações para você aproveitar seu colchão.
Decoração

31 tipos de camas que você precisa conhecer

  • 12 de agosto de 2018
tipos de camas

A cama — seja de casal ou de solteiro — é a peça central de qualquer quarto, além de ter um papel crucial na qualidade do sono de quem dorme sobre ela. Por isso, na hora de mobiliar a casa, a escolha desse item merece atenção especial — até porque não faltam tipos de cama disponíveis no mercado.

Feitas dos mais variados materiais, como ferro ou madeira, as camas podem ser marcantes, ditando o estilo do quarto, ou neutras, harmonizando com qualquer ambiente — como as camas sem cabeceira ou box.

Além de compor a decoração do quarto, as camas podem ser práticas e versáteis — como a cama embutida, o sofá-cama e a bicama — ou conter gavetas e baús para guardar pertences e economizar espaço.

Aliás, se o cômodo é compacto, também não faltam opções — tal qual a cama nicho, a suspensa, o beliche ou a cama alta. Se você, por outro lado, busca sofisticação, também não faltarão opções cheias de estilo.

Camas com dossel, redondas, suspensas, flutuantes ou vintage dão personalidade ao cômodo. As camas baixas — futon ou de pallet — também são tendências em modernidade e conforto.

Enfim, não faltam opções para qualquer espaço, gosto e orçamento. Por isso, preparamos esta lista completa com 31 tipos de cama para que você possa escolher a que melhor se encaixa na sua casa. Confira!

1. Camas com e sem cabeceira

A cabeceira vem se tornando indispensável para quem gosta de decoração, dando um ar personalizado ao ambiente e oferecendo conforto e aconchego. Ela pode ser acoplada à cama ou afixada na parede.

A cabeceira da cama pode ser feita dos mais diversos materiais, cores e texturas — por isso, é uma peça muito versátil. De acordo com o estilo do quarto, ela pode ganhar destaque com uma iluminação especial ou cumprir outras funções — como é o caso das que têm estantes e prateleiras.

Além disso, no caso da cama de solteiro, a cabeceira pode ser lateral, fazendo com que a cama pareça um sofá. Alguns modelos de cama não têm um apoio na parte superior — eles são comumente utilizados quando há cabeceira instalada na parede.

Além disso, as camas sem cabeceira são uma opção quando a decoração é minimalista ou quando a cama fica abaixo da janela. Nesse caso, para compor o quarto, aposte em uma pintura geométrica ou em um adesivo na parede.

2. Camas suspensas

Por ser inusitado e surpreendente, esse modelo dá um toque ultramoderno ao ambiente. Aqui vale usar bastante a criatividade: você pode apostar em uma simples estrutura metálica presa ao teto e cordas grossas para sustentar uma cama de madeira, por exemplo.

Uma cama como essa é a estrela principal do quarto. Assim, basta saber combinar as roupas de cama para ter uma decoração completa.

3. Camas com dossel

O dossel é uma peça clássica, muito utilizada nas camas antigas. No entanto, ele ganhou uma releitura na arquitetura moderna. Em estruturas mais simples e de linhas quadradas, com cortinas leves — de voil, de fibras naturais ou sem cortina — dão um toque mais descontraído à cama com dossel.

De acordo com o material — madeira mais escura ou mais clara, por exemplo —, essa cama combina melhor com uma decoração rústica, delicada ou tropical.

4. Cama box

Esse modelo caiu no gosto popular e é um dos mais vendidos atualmente. O sucesso dele se deve à sua versatilidade e simplicidade. A cama box é mais alta e composta apenas por pés e uma base que sustenta o colchão.

Em geral, essa base é feita em madeira e revestida com lona, couro, courinho, camurça e outros materiais. Sem uma estrutura marcante, trata-se de uma cama neutra que harmoniza bem com qualquer decoração, além de ocupar menos espaço do que as tradicionais.

Embora pareça um móvel simples, comprar cama box exige atenção aos detalhes, pois são muitas as opções. Dentre elas, destaca-se a cama box baú, com um amplo compartimento para guardar itens como roupas de banho e de cama, colchas ou roupas de frio.

5. Cama com dossel clássico

Para quem busca um ambiente mais romântico, a cama com dossel clássico é imbatível. Fazendo referência aos estilos colonial e provençal, a versão clássica dessa peça é marcada por camas amplas, com cabeceira em capitonê e o tecido branco recolhido nos quatro cantos do dossel.

Esse tipo de cortineiro recebe um véu responsável por promover mais privacidade — além de embelezar o móvel. Trata-se de um cenário perfeito para um café da manhã na cama, especialmente a dois.

6. Cama nicho

Embutida na parede ou em um móvel, a cama nicho oferece privacidade e aconchego. Ela costuma compor a decoração de ambientes pequenos e planejados, onde qualquer cantinho é aproveitado.

Nichos e entradas na estrutura da casa propiciam a oportunidade perfeita para a instalação de uma cama como essa. Quando dispostas ao lado da janela, ficam ainda mais charmosas. Além disso, uma cortina pode ser usada, aumentando a discrição do item.

7. Com estrutura de alvenaria

A cama com estrutura de alvenaria faz parte do projeto arquitetônico do ambiente e pode ser construída de concreto, madeira, tijolo, entre outros materiais. Suas principais vantagens são a resistência e a durabilidade.

No entanto, essas camas nunca poderão ser movidas ou transformadas, ficando sempre no mesmo lugar e com o mesmo tamanho. Dessa maneira, não é uma boa opção para quartos de criança ou para quem gosta de mudar a decoração de tempos em tempos.

8. Cama de solteiro

A classificação “cama de solteiro” refere-se ao tamanho da cama, que tem as dimensões apropriadas para uma pessoa. Ela pode ser encontrada no modelo tradicional — para um colchão de medida 188 x 88 cm — ou solteiro king — 200 x 100 cm.

Também chamada de cama de viúva, essa segunda opção tem um tamanho intermediário entre a cama de solteiro e a de casal mas continua indicada para apenas uma pessoa — que poderá usufruir de mais espaço e conforto.

Existem camas de solteiro nos mais variados modelos: beliche, box, de alvenaria, planejada, de nicho, no alto e suspensa.

9. Cama de casal

Assim como a cama de solteiro, a denominação “cama de casal” remete ao fato de que ela acomoda confortavelmente duas pessoas — no caso, dois adultos. Seguindo a lógica do número de pessoas, seu tamanho quase equivale a duas camas de solteiro — 138 x 188 cm.

Ela pode ser confeccionada dos mais diversos materiais — ferro, aço, madeira, etc — com ou sem cabeceira, com gavetas e nichos ou com armação. A cama é sempre uma peça-chave na decoração do quarto de casal, uma vez que, geralmente, ocupa a maior parte do espaço.

No entanto, mais do que compor o visual, a cama é um local de repouso. Por isso, é importante conhecer as opções de colchão e os tipos de travesseiro para fazer uma boa escolha e garantir um sono de qualidade.

10. Com gavetas e baús

Tanto as camas de solteiro como as de casal podem ter gavetas e baús em sua estrutura, proporcionando multifuncionalidade ao móvel em questão. Vários modelos comportam esses compartimentos — desde as práticas cama box até as bonitas camas de alvenaria.

Elas podem ser mais altas para acomodar várias gavetas, gavetões, nichos e até armários, ou podem manter a altura padrão. A praticidade e a otimização do espaço são as principais vantagens dessa opção: o espaço extra é ideal para guardar as roupas de cama, por exemplo.

11. Com mosquiteiro

Assim como o dossel, trata-se de um véu instalado sobre a cama para proteção contra insetos. Isso faz com que esse tipo de cama seja muito utilizado em berços, em camas infantis ou nas casas de praia e de campo.

Diferentemente do dossel, o mosquiteiro é encontrado em diversos formatos, dando versatilidade à decoração. Além disso, pode ser amarrado em estruturas presas ao teto e não à cama.

12. Cama de ferro

As camas de ferro chamam a atenção pela beleza e o material oferece inúmeras possibilidades — que vão do estilo mais clássico ao mais moderno. Toda a estrutura pode ser feita em ferro ou somente a cabeceira.

Esse material é bastante resistente e, embora um pouco pesado, pode compor uma decoração leve e minimalista dependendo da cor e do modelo. As camas de ferro têm um charme irresistível.

13. Cama de madeira maciça

A madeira é tradicionalmente usada para a fabricação de camas e é um dos materiais mais antigos utilizados para esse fim. Além disso, camas feitas em madeira maciça podem ser belíssimas e durar uma vida inteira.

Do ponto de vista estético, elas são atemporais e combinam com diferentes estilos e propostas. O único problema é que costumam ser pesadas e difíceis de desmontar e montar, em caso de mudanças — além do risco de começar a ranger com o passar do tempo.

14. Queen size

Com dimensões maiores que a cama de casal tradicional, a cama queen size oferece mais espaço e conforto a todos. Ela comporta um colchão de 158 x 198 cm, ideal para pessoal altas, que gostam de se esparramar ou que dormem com pets em cima da cama.

Esse tamanho é um excelente meio termo e tem como vantagem o fato de dispensar o estrado. Afinal, colchões queen size têm acabamento de madeira ou metal em sua estrutura, garantindo sua própria sustentação.

15. King size

Com medidas ainda maiores —  193 x 203 cm, esse modelo é realmente muito espaçoso. Ideal para casais que compartilham a cama com filhos pequenos ou para quem é muito grande.

As desvantagens do modelo são os preços da roupa de cama e do colchão, que são mais altos, e a necessidade de um cômodo com muito espaço para acomodá-la. Quem não tem espaço suficiente para uma dessas em casa costuma desfrutar do conforto que ela oferece quando viaja: as camas de hotéis geralmente são king size.

16. Cama no alto

A cama de solteiro no alto é uma excelente opção para quartos com pouco espaço. Abaixo dela é possível criar outros ambientes como um cantinho de leitura, uma casinha de bonecas — nos quartos infantis — ou até mesmo incluir uma escrivaninha ou outra cama.

Além disso, a otimização do espaço permite organizar o ambiente, já que a cama pode ficar sobre uma estante — abaixo dela também podem ser instalados nichos e prateleiras. A cama no alto também cai bem em ambientes integrados, como estúdios e miniapartamentos, permitindo mais privacidade.

17. Futon ou tatame

Inspiradas na cultura oriental, as camas baixas instaladas sobre um futon ou tatame dão um ar descolado ao ambiente e estão na moda por aqui. Os móveis baixos fornecem uma sensação de amplitude ao ambiente e, por isso, esse modelo é ideal para quartos pequenos.

A dica para compor a decoração de forma equilibrada e harmoniosa é alinhar tudo ao redor à mesma altura. Além de moderna, a cama no futon é muito confortável.

No entanto, por ser próxima ao solo, pode ser mais fria. Para esquentar a cama, invista em boas colchas e bons cobertores. Não faltam opções para aquecer você e deixar a decoração ainda mais charmosa.

18. Planejada

Como o próprio nome já diz, móveis planejados fazem parte de um projeto sob medida e são a melhor solução para quem deseja aproveitar cada metro quadrado e para quem deseja versatilidade.

Tanto as camas de solteiro quanto as de casal podem ser planejadas e integradas ao ambiente, de forma que algumas podem até ser fechadas — em um mecanismo semelhante ao de um armário basculante.

Dessa maneira, a decoração ganha em personalização e praticidade, aproveitando espaços compactos ou transformando um ambiente em outro com uma função diferente — como um quarto em escritório.

19. Redonda ou arredondada

Esse modelo garante romantismo e dá um toque atemporal ao quarto. Sua estrutura é semelhante à de uma cama box, porém em outro formato. A cama redonda pode ser clássica, composta por uma cabeceira que acompanhe a curvatura da cama — em capitonê, por exemplo.

Ela também pode atingir outro patamar quando resulta de um projeto de design. Nesse caso a cama pode ter linhas arredondadas que dão uma perspectiva de continuidade ao ambiente. A desvantagem desse modelo fica por conta da maior dificuldade em encontrar roupas de cama.

20. Rústica

Há algum tempo o rústico deixou de ser exclusividade de ambientes rudimentares e passou a ser usado para dar uma ideia de aconchego à decoração da casa contemporânea.

Assim, a cama em madeira rústica — com troncos de demolição ou pallets — se tornou uma tendência. As versões em pallet são versáteis e econômicas, uma vez que essas estruturas são muito baratas. Basta dispô-las no chão e acomodar um colchão por cima para montar esse estilo de cama.

A estrutura deve ser um pouco maior que o colchão nas bordas, delimitando a cama no ambiente. Ainda é possível escolher a altura da cama — aumentando ou diminuindo o número de camadas —, além de guardar alguns objetos nos nichos formados pelas ripas de madeira, como livros.

21. Camas estilizadas

Quando falamos de camas estilizadas, a criatividade não tem limites. Podemos ter uma cama com temática lúdica — casinha, avião ou ônibus são alguns exemplos — para um quarto infantil ou uma proposta mais madura para uma cama de casal.

Modelos mais ousados podem ser extravagantes, como uma cama em forma de concha do mar. No entanto, apesar da especificidade, não há como negar que as camas estilizadas também carregam muita personalidade e exclusividade.

22. Camas embutidas

A boa e velha cama embutida — dada como prática, porém pouco bela — continua sendo a opção para espaços compactos e multifuncionais. No entanto, atualmente existem modelos bonitos, que permitem a criação de um ambiente agradável quando a cama está fechada.

23. Sofá-cama

A praticidade também é a característica principal dos sofás-camas. Assim como a cama embutida, eles também ganharam versões mais bonitas e confortáveis nos últimos anos.

O sofá-cama é perfeito para apartamentos pequenos ou para cômodos que se prestam a mais de uma função, como o quarto de hóspedes. Com a evolução da tecnologia, essa peça conta com os mais variados mecanismos para se transformar em camas de diferentes metragens.

24. Minicama

Essa é uma opção para a fase de transição entre o berço e a cama — quando o primeiro se tornou pequeno ou perigoso e a criança ainda é pequena para a cama de solteiro convencional.

Nos mais variados modelos, a minicama poder ser um caixote — cercada para oferecer segurança — ou copiar o modelo tradicional, com tamanho menor e bordas altas ou grades. Há, ainda, as opções temáticas, suspensas ou com nichos para o armazenamento de brinquedos embaixo.

25. Beliche

Essa ainda é a solução mais prática quando a demanda por camas é maior do que o espaço comporta. Usada para crianças ou adultos, a beliche é uma opção muito viável em dormitórios compartilhados — como alojamentos, casas de campo e de praia.

O diferencial dos modelos costuma ficar por conta da escada. Além disso, ela pode ser confeccionada nos mais variados materiais — como ferro, madeira, alumínio e outros.

26. Bicama

Outra opção para cômodos que abrigam duas pessoas é a bicama. Com a segunda cama recolhida em baixo da peça principal, o espaço de circulação do quarto é preservado.

Uma grande vantagem é que alguns modelos se parecem com um sofá, podendo ser usados em ambientes multifuncionais, como escritório e sala de TV, para receber hóspedes eventuais.

27. Triliche

Inspirada em outros dois modelos muito conhecidos — a bicama e o beliche —, a versão triliche ocupa o mesmo espaço e acomoda uma pessoa a mais. Ideal para o quarto dos filhos, que podem receber amigos para dormir sem que ninguém precise dormir em uma cama improvisada.

As modulares, vendidas em lojas especializadas, podem ter o formato de um beliche tradicional com uma bicama adicional na parte de baixo ou podem ter mais um andar. Já os projetos sob medida podem ser mais personalizados, com uma cama suspensa e as outras duas dispostas abaixo.

28. Cama baixa

Além dos modelos de casal apoiados sobre um futon ou tatame, como mencionamos, a cama baixa é muito utilizada em quartos infantis que seguem a proposta montessoriana, em alta no momento.

Mesmo as camas baixas de solteiro ou de casal podem ser compostas pelo colchão sobre outras estruturas — como estrados, de alvenaria, pallets ou decks de madeira.

29. Flutuante

A cama flutuante tem um design moderno e arrojado. Seu diferencial é a estrutura de apoio na parte central — não percebida à primeira vista —, que dá a entender que a cama está flutuando.

Sua base precisa ser firme o suficiente para sustentar o colchão sem a necessidade de um estrado. Além de interessante do ponto de vista decorativo, esse modelo facilita a limpeza embaixo da cama.

30. Cama alta

A cama alta é mais uma opção para quem precisa otimizar o espaço, criando oportunidades para armazenar pertences, objetos e roupas e evitando aquela bagunça no quarto que já é pequeno.

Pode ser apenas uma cama mais alta com gavetas e baús na sua armação ou um colchão colocado sobre uma estrutura pronta, como um armário ou uma estante. Em alguns casos é preciso colocar uma escada para chegar à cama.

31. Vintage, retrô ou de época

Aquele móvel com cara de herança da vovó sempre dá um toque especial à decoração de qualquer cômodo — com a cama não seria diferente. Para dar o tom retrô ou vintage, a cama pode ser de ferro, de madeira ou com dossel: o importante é ter o estilo que remete a outra época.

Com uma peça dessa no quarto, basta usar a criatividade para compor a decoração, que pode seguir os mais variados estilos — do clássico ao cool. Também vale combinar colchas e almofadas sobre a cama com quadros nas paredes e objetos no criado-mudo.

Com todos esses tipos de cama disponíveis, basta considerar o espaço físico e o estilo de decoração para definir o tamanho e o modelo ideais para o seu quarto. Por menor que seja o cômodo ou por mais mirabolantes que sejam suas ideias, sempre existirá uma solução viável para o seu projeto.

Gostou da nossa lista? Agora que você já sabe tudo sobre camas, que tal conhecer os nossos colchões? Acesse nosso site e conheça as nossas soluções para otimizar o seu sono!

Sem Comentários
Dicas

Roupas para dormir: por que escolher peças confortáveis?

  • 11 de agosto de 2018
roupas para dormir
Existem diversos fatores que podem afetar a qualidade do sono, como a iluminação, a temperatura, o colchão e as roupas para dormir. Afinal, se algum aspecto não está adequado, a pessoa terá dificuldades para ter um sono de qualidade e acordar bem no dia seguinte para realizar suas tarefas.

Sem Comentários
Relaxamento

Sem pânico: aprenda como evitar pesadelos agora mesmo!

  • 4 de agosto de 2018
como evitar pesadelos
Sonhar com coisas ruins pode provocar uma série de situações desagradáveis. Além da sensação de terror, a pessoa que dorme mal de noite acaba ficando cansada e mau humorada no dia seguinte. A boa notícia, contudo, é que existem algumas dicas sobre como evitar pesadelos e ter um sono agradável.

Sem Comentários
Dicas

Como escolher um presente de Dia dos Pais?

  • 31 de julho de 2018
Dia dos Pais
Todos os anos, essa data movimenta o início do segundo semestre. Ela é uma oportunidade para passar um tempo em família, mas pode ser também um momento angustiante para muitos filhos. Afinal, o que dar de presente de Dia dos Pais?

Sem Comentários
Dicas

Quais são os diferenciais que uma cama para idoso precisa ter?

  • 18 de julho de 2018
Cama para idoso
Há alguns anos, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que o Brasil teve a sua expectativa de vida aumentada. Vivendo por mais tempo e visando ao alcance de uma boa qualidade de vida, é imprescindível que as pessoas adotem alguns bons hábitos ao longo dos anos. Dormir bem deve ser um deles! Pensando nisso, investir em uma cama para idoso pode ser fundamental para garantir esse benefício.

Sem Comentários