Dicas

Cama com grade: como deixar a cama da criança mais segura?

  • 24 de agosto de 2018
Cama com grade

O sono é fundamental para a saúde dos pequenos, visto que, nesse período, o corpo libera hormônios do crescimento e os aprendizados são solidificados. Além disso, dormir pelo tempo adequado melhora a atenção, o comportamento, a memória e ajuda a criança a ter um maior controle emocional.

Estabelecer uma rotina para o sono é importante para alcançar um descanso de qualidade todos os dias. No entanto, durante a transição do berço para a cama, alguns pais podem encontrar problemas para manter esse hábito, afinal, é preciso que a criança se adapte.

Para ajudar nessa fase, podem ser usados alguns itens para garantir a segurança — como a grade, que simula uma parte do antigo berço e não permite que a criança caia durante o sono.

No post, saiba como fazer essa transição com facilidade e veja a importância da escolha certa do colchão e da cama com grade para a saúde e segurança do seu filho!

Como realizar a transição do berço para a cama com grade?

berço tem grades em seu entorno, sendo um local seguro e confortável para o bebê durante o sono. Ele é indicado principalmente para recém-nascidos e crianças até cerca de 1 ano, visto que, nessa fase, os movimentos ainda não são bem controlados e os pequenos correm o risco de rolar e cair enquanto dormem.

Quando a criança já consegue controlar os movimentos e está muito grande para que os pais a ergam por cima das grades de proteção do berço, pode ser a hora ideal de realizar a transição para a cama. No entanto, não existe uma idade certa para a mudança. Ela deve ocorrer quando os adultos se sentirem confortáveis e seguros e o pequeno for capaz de andar e subir na cama.

A transição não deve ser traumática para os pais e nem para os filhos, portanto, é interessante que, nos primeiros dias, os adultos fiquem deitados com a criança para que ela se sinta segura. Após, pode-se passar alguns dias sentados até que ela pegue no sono. Por fim, deve-se permanecer na porta apenas para dar boa noite.

Desse modo, os pais saem de cena aos poucos, deixando a criança confortável e segura com a nova fase. Nesse momento, devem também ser adotadas as medidas de higiene do sono.

Assim que os pais passam para a etapa de dar somente boa noite, é preciso colocar as grades na cama, que assegurarão noites de sono mais tranquilas para os pequenos e para a família. Isso porque se trata de um acessório de proteção, projetado para ser acoplado nas laterais das camas infantis e impedindo quedas e outros acidentes.

O uso do acessório é importante porque, durante o período de adaptação para a cama, é possível que a criança tenha noites de sono agitadas até que consiga relaxar e dormir tranquilamente no novo colchão.

Além de ser uma ótima proteção, a grade pode tornar o quarto mais confortável e aconchegante — afinal, existem telas estampadas que são lúdicas e podem estimular a hora de ir para a cama.

É preciso ter paciência e calma no período de adaptação, pois, alguns pequenos podem não responder bem à mudança. Assim, tente recompensá-los pela tentativa de dormir sozinhos na nova cama. Uma das recompensas pode ser uma história antes de deitar, por exemplo. Também é importante não ceder às birras e explicar para a criança o motivo dela ter o seu próprio quartinho e cama.

Quando retirar as grades da cama?

Não existe uma idade correta para retirar as grades da cama. É preciso que os pais avaliem como é a movimentação da criança durante a noite e se será seguro retirar a proteção.

É também importante considerar que a grade evita que o pequeno saia da cama e ande pela casa sozinho, o que pode ser perigoso em locais com escadas, janelas que vão até o chão e em outras situações.

Assim, a dica é avaliar os riscos do ambiente e o comportamento dos filhos para definir se a grade pode ser retirada ou não. Crianças que dormem a noite inteira e não se movimentam muito podem ficar sem grade após o término do período de adaptação.

Qual é a importância do colchão correto?

As crianças estão em constante desenvolvimento físico e emocional. O sono é imprescindível nessa fase, visto que, durante ele, são liberados hormônios e há a manutenção das funções vitais. O hormônio do crescimento, por exemplo, só é liberado quando os pequenos estão dormindo profundamente.

Como o colchão interfere diretamente na qualidade do sono, é preciso que ele seja escolhido especialmente para a criança, visto que as recomendações para essa fase não são as mesmas para os adultos.

Como escolhê-lo?

Em primeiro lugar, é importante que a cama e o colchão permitam um descanso reparador e atendam a real necessidade de sono. Crianças de 1 a 2 anos precisam dormir de 11 a 14 horas por dia, enquanto as de idade pré-escolar (de 3 a 5 anos) necessitam de 10 a 13 horas. A partir dos 5 anos a necessidade continua a diminuir, sendo que, até os 13 anos, são necessárias cerca de 9 a 11 horas por dia.

Os colchões ideais para as crianças são os feitos de espumas confortáveis com um bom grau de firmeza, a fim de evitar deformações. Bebês e pequenos de até 3 anos devem dormir em um colchão de densidade 18 ou 20. Dos 3 a 8 anos, a densidade indicada é a 23. Após os 8 anos, pode-se analisar a tabela de densidades que relaciona peso e altura, indicando qual é o valor ideal. Essa medida também vale para os adultos.

E então, entendeu a importância de optar por uma cama com grade durante a fase de adaptação? Se você acha que já é hora do seu filho passar por essa transição, entre em acesse nosso site agora mesmo para escolher a cama e o colchão ideais!

Colchões AmericanflexPowered by Rock Convert

Sem Comentários

Responder