Dicas

Sono pesado e sono leve: qual é a qualidade do seu sono?

  • 12 de março de 2018
Sono pesado e sono leve

É comum, ao longo de uma noite, nosso padrão de sono oscilar. Em algumas fases do sono, temos mais facilidade para acordar. Já em outras, estamos imersos em um sono pesado do qual é difícil nos tirar.

Porém, algumas pessoas têm dificuldade para conseguir se desligar do ambiente externo e acordam várias vezes por noite ao menor sinal de movimentação na cama, na casa, ou com os mais fracos barulhos.

Se você tem esse problema, nós temos a solução! Neste post, vamos explicar as diferenças entre os dois tipos de sono e como conseguir dormir mais profundamente. Continue a leitura e descubra tudo!

Promoção desconto 10%

Por que o sono leve é um problema?

O sono é um dos principais fatores para a promoção da qualidade de vida e da longevidade. Durante as horas em que você está dormindo, seu corpo realiza uma série de tarefas que não consegue fazer enquanto você está ativo e acordado.

É nesse período, por exemplo, que os hormônios do crescimento — responsável pela regeneração dos tecidos quando já somos adultos — é secretado pelo organismo.

É também durante a noite que o cérebro fixa os conhecimentos adquiridos durante o dia, o que faz do sono um fator crucial para os processos cognitivos e para a memória.

Dormir bem é uma das formas para prevenir diversas doenças, como a hipertensão arterial, obesidade, ataques cardíacos, ansiedade, depressão e até infecções, já que o sono ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

O sono, ao longo da noite, não é um estado homogêneo. Há variações, as chamadas fases do sono. Elas são quatro: NREM 1, 2, 3 e o sono REM.

Esses estágios são progressivos, e o sono vai ficando mais profundo em cada uma delas — até chegar ao REM, o mais profundo de todos, e quando os sonhos acontecem. Todas elas são igualmente importantes para o total descanso.

Quando a pessoa tem o sono leve demais durante toda a noite, isso significa que ela não está conseguindo passar da segunda fase. A consequência é que o descanso ficará incompleto, pois é nas fases NREM 3 e REM que há um melhor relaxamento do corpo e quando a mente se permite um maior descanso.

Por que algumas pessoas têm sono pesado e outras não?

O sono leve pode ser um estado passageiro, sintoma de um período particularmente estressante da vida. Uma viagem muito aguardada, mudança de casa ou de trabalho, a expectativa por uma promoção, a entrada do filho na escola são exemplos de fatores que podem aumentar a ansiedade e prejudicar o sono.

Porém, há pessoas que têm um problema crônico para dormir. A menos que a casa esteja em silêncio, com todas as luzes apagadas, colchão na densidade certa, travesseiro próprio, cobertas com peso e textura já conhecidos, nada de pregar os olhos.

Uma pesquisa feita por especialistas da Universidade de Harvard descobriu que a diferença entre quem tem o sono pesado e o leve está no cérebro. Nossas ondas cerebrais mudam de intensidade ao longo do dia — e da noite também.

Em alguns momentos, enquanto você dorme, o tálamo (estrutura cerebral responsável por enviar sinais dos órgãos dos sentidos para o cérebro) produz uma onda capaz de bloquear os sinais sensoriais, incluindo os ruídos.

Se o cérebro não recebe o sinal do som, ele também não o interpreta. Na prática, então, é como se você não houvesse escutado o barulho. Essa “blindagem” contra os estímulos do ambiente faz com que a pessoa consiga progredir nas fases do sono e dormir mais profundamente.

Para a maioria das questões que afetam a qualidade do descanso, há formas de tratamento. Por isso, se você percebe que está desenvolvendo uma dificuldade crônica para dormir, é fundamental procurar um médico, que vai orientá-lo sobre o melhor tipo de abordagem para seu problema específico.

Como ter um sono pesado?

Com a quantidade de exigências que as pessoas têm hoje em dia e com o ritmo de vida acelerado, dormir tem estado mais difícil. O barulho das cidades, a iluminação urbana, o calor e outros fatores do dia a dia prejudicam muito a qualidade do sono. Mas você pode contornar esses inconvenientes com algumas técnicas básicas. Veja!

Prepare o quarto

Nosso relógio biológico foi naturalmente programado para termos sono quando está escuro, e disposição quando está claro. Com a invenção da iluminação artificial, o cérebro ficou um pouco confuso, e passamos a dormir mais tarde. Mas a bagunça veio mesmo com a invenção de celulares e tablets, que emitem uma luz branca que interfere diretamente no sono.

Por isso, evite as telas pelo menos uma hora antes de ir dormir — levar o celular para a cama, nem pensar! Além disso, use cortinas com blackout, que não deixam passar a luz da rua para dentro do quarto. Isso vai estimular a produção de melatonina, neurotransmissor responsável pela sensação de sonolência.

Cuide da temperatura

Ninguém consegue dormir bem quando está tremendo de frio. Mas o sono também não é dos melhores quando estamos molhando os lençóis de tanto suar no calor. O melhor descanso acontece quando o quarto está em uma temperatura que varia entre os 17°C e os 29°C.

Tenha um bloco de notas na mesinha de apoio

Não são poucas as pessoas com a queixa de que é justamente quando colocam a cabeça no travesseiro que começam a ter ideias para resolver todos os problemas que apareceram no dia. Para não ter que lidar com o dilema entre dormir e perder as ideias, ou permanecer acordado, tenha um bloquinho de notas na mesa de cabeceira.

Quando uma ideia aparecer logo antes de dormir, ou se você se lembrar de uma tarefa muito importante que precisa realizar no dia seguinte, anote no bloquinho e durma em paz.

Escolha um bom colchão

Se dormir é uma hora sagrada, o colchão é seu templo. É fundamental escolher um colchão que proporcione conforto. A densidade deve estar de acordo com o seu peso corporal e suas condições de saúde, e o material precisa atender às suas necessidades.

Relaxe

Muitas pessoas com problemas para dormir já começam a se preocupar se vão conseguir pegar no sono horas antes de deitar na cama. Quando encostam no travesseiro, estão tão estressadas com a possibilidade de permanecer em claro que acabam não conseguindo mesmo pregar os olhos.

Faça um ritual relaxante antes de ir para a cama: tome um banho morno, tome um chá, leia algumas páginas de um livro, medite. E deite-se na cama sabendo que o sono chegará logo, logo.

Dormir é um ato natural, mas que tem ficado bastante negligenciado na sociedade da informação e do estímulo. Preste atenção aos seus hábitos e garanta boas noites de sono. Isso terá uma influência muito positiva na sua saúde e qualidade de vida.

Gostou das nossas dicas para conseguir ter um sono pesado? Então você vai adorar a nossa newsletter! Assine-a e receba nossos conteúdos em seu e-mail!

Colchões Americanflex

Sem Comentários

Responder