Dicas

Colchão de molas ou de espuma: o que é melhor?

  • 26 de julho de 2018
colchão mola espuma

Escolher o colchão de mola ou espuma pode parecer um bicho de sete cabeças para algumas pessoas. Afinal, com a infinidade de modelos no mercado, como saber qual é o mais indicado?

Bom, em primeiro lugar, devemos ressaltar que não há um melhor do que o outro. A escolha, portanto, deverá ser feita de acordo com as suas necessidades. Em todo caso, o colchão ideal é aquele que proporciona uma noite de sono tranquila e agradável.

Quer saber qual é o modelo mais adequado para você? Então, está no lugar certo! A seguir, confira as vantagens dos colchões de mola ou espuma e saiba o que levar em consideração no momento da compra!

Promoção desconto 10%

Quais são as vantagens do colchão de espuma?

Com ótimo custo-benefício, os colchões de espuma têm inúmeras vantagens. Entretanto, é preciso ter bastante cuidado na hora de adquirir o modelo. Isso ocorre porque a densidade ideal vai depender do biotipo dos usuários.

Caso compre um colchão com densidade inadequada, o conforto e a durabilidade das espumas ficarão comprometidos. Além disso, é possível que o produto se deforme com pouco tempo de uso.

Para evitar situações como essa, o primeiro passo é consultar a tabela do Instituto Nacional de Estudos do Repouso (INER), que indica o colchão mais apropriado para cada peso.

Confira:

  • D18: ideal para recém-nascidos e crianças até 3 anos;
  • D23: pessoas de até 60 kg;
  • D28: pessoas de até 80 kg;
  • D33: pessoas de até 100 kg;
  • D45: pessoas de até 150 kg.

Vale ressaltar que não há problema em escolher uma densidade maior do que aquela indicada para o seu perfil. O contrário, entretanto, nunca é indicado!

Após definida a densidade da espuma ideal para o seu peso, chegou o momento de escolher o modelo. Para isso, analise quais são as suas necessidades e o que você espera de um bom colchão — conforto térmico, diminuição de dores musculares etc.

Para ajudá-lo, separamos as principais tecnologias do mercado de espumas.

Viscoelástica

Desenvolvida para a Agência Espacial Norte-Americana (NASA), a espuma viscoelástica se adapta perfeitamente ao corpo. Desse modo, ela proporciona um encosto perfeito para a cabeça, coluna e pescoço, evitando dores musculares.

Além disso, o modelo ativa a circulação sanguínea — prevenindo formigamentos durante a noite — e tem o chamado “efeito memória”.

Hiper AMX

Duráveis, os colchões desenvolvidos com a espuma Hiper AMX são confortáveis, resistentes e proporcionam um ótimo conforto térmico aos usuários. Ela é parecia com a espuma Viscoelástica, porém tem uma resiliência maior, ou seja, o retorno da espuma ao ser pressionada é mais rápido.

Além disso, o modelo consegue garantir um alto suporte de carga, sem perder a vida útil.

Gel

Além de ativar a circulação sanguínea, a espuma de gel é capaz de regular a temperatura corporal e aliviar as dores musculares.

A espuma se molda perfeitamente às nossas curvas e transmite uma sensação de frescor, o que garante uma posição confortável para dormir.

Quais são os benefícios do colchão de mola?

Sem dúvidas, os colchões de mola são os queridinhos dos usuários. Dentre os diversos pontos positivos, o modelo de molas é o mais indicado para casais que têm uma diferença de peso considerável.

Nesse momento, você pode se perguntar: mas quando um usuário muda de lado ou se mexe na cama, o outro não se incomoda? De fato, existem alguns modelos em que esse movimento é sentido pelo companheiro. Atualmente, porém, há sistemas de molejo que são estáveis e possibilitam maior conforto.

Antes de optar pelo produto, é preciso ter em mente que a quantidade de molas é um dos fatores que determina a o nível de coforto e a qualidade. Quanto maior o número, melhor.

Além disso, o sistema de molejo do produto e a forma como as molas são dispostas também devem ser considerados. A seguir, confira alguns dos modelos mais procurados.

Molas individualmente ensacadas

Indicado para casais que têm sono agitado, esse colchão é ideal para evitar que o produto balance com o movimento de um usuário, pois as molas são ensacadas uma a uma, sem contato entre elas. Além disso, a tecnologia se adapta perfeitamente às curvas do corpo, evitando uma noite mal dormida com dores e incômodos.

Molas bonnel (TriPower)

Fabricado com um aço especial, o produto é extremamente durável. Além disso, a solução TriPower utiliza uma grande quantidade de molas por metro quadrado, o que garante autonomia aos movimentos e aumenta o conforto e a qualidade do sono.

Sistema de molejo LFK

O sistema LFK distribui perfeitamente a pressão do corpo dos usuários, sendo muito confortável, firme e estável. Além disso, o material suporta até 150 quilos.

E agora, devo escolher o colchão de mola ou espuma?

Como vimos, não existe um modelo melhor do que o outro. Ao escolher um colchão de espuma, o usuário deverá analisar a densidade e a tecnologia do produto. Já para os de mola, você deve levar em consideração as características do sono do casal e também qual o nível de conforto que deseja.

Vale ressaltar que existem alguns modelos de mola que possuem uma camada extra de espuma, aliando os benefícios de ambas as tecnologias. Além disso, há produtos — tanto de mola, quanto de espuma — que atendem a necessidades especiais dos usuários.

Em todo o caso, o recomendado é sempre procurar uma loja especializada e tirar todas as suas dúvidas. Identificar o biotipo sugerido nas especificações do produto também é essencial.

Ah, e não se esqueça de conferir se o modelo escolhido possui todas as certificações necessárias! Nesse sentido, o selo fornecido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) é um fator determinante quanto a qualidade do produto.

Além dele, existem outros que atestam a qualidade dos colchões. É o caso do selo Pró-Espuma, fornecido pelo Instituto Nacional de Estudos do Repouso.

Como aumentar a durabilidade do meu colchão?

Independentemente do tipo de colchão escolhido, é preciso ter alguns cuidados para aumentar a sua vida útil e garantir que o colchão não seja danificado precocemente. Saiba como aumentar a durabilidade com as dicas abaixo.

Escolha a densidade correta

Quando uma pessoa dorme em um colchão com a densidade incorreta para o seu peso, ocorrem deformações em sua estrutura. Desse modo, deve-se observar o limite de peso que cada modelo suporta antes de comprá-lo. Além disso, para o colchão de casal, deve-se basear a escolha no indivíduo mais pesado.

Use a capa protetora

A capa protetora é útil para proteger o colchão do contato com ácaros e poeira. Afinal, ambos são muito presentes no quarto e também nos estofados, como o colchão e o travesseiro.

Além disso, esse item é indispensável para quem tem crianças em casa, visto que é muito comum que elas urinem na cama até determinada idade. O mesmo vale para os idosos, pois, com a idade, pode-se perder o controle da micção. Assim, mesmo usando fraldas, pode haver vazamento de líquido no tecido.

Vire o colchão

É indicado que os colchões sejam trocados de lado a cada 15 dias ou 1 mês, a fim de evitar que somente uma face fique em contato com o corpo e sofra deformações.

Coloque o colchão para respirar

Não é indicado colocar o colchão em contato direto com o sol. Isso porque a ação dos raios ultravioleta pode estragar as camadas interiores.

Porém, deve-se deixá-lo “respirar” sem as roupas de cama e a capa em um ambiente da casa que seja bem ventilado. Isso é importante para evitar umidade dentro do colchão, o que propicia o aparecimento de fungos.

Com o nosso artigo, ficou fácil de escolher o colchão ideal para você, não é? Lembre-se de que, seja mola ou espuma, ambos os produtos são excelentes, desde que sejam produzidos seguindo os padrões de qualidade.

Gostou do conteúdo? Aproveite as dicas e veja os nossos modelos de colchão de mola e espuma.

Colchões Americanflex

Sem Comentários

Responder