Decoração

Cortina para quarto: guia completo para escolher a ideal!

  • 2 de janeiro de 2020
cortina para quarto

Escolher uma boa cortina para quarto é uma das decisões mais importantes para o ambiente. Esse é um item essencial para a decoração, já que ajuda a complementar os elementos e a dar um toque de aconchego. Além disso, ela é indispensável para deixar o quarto confortável.

Com o uso da peça certa, é possível controlar a passagem de luz e, assim, tornar o ambiente mais versátil. A característica é importante tanto para o momento de usar o quarto durante o dia quanto para a hora de dormir.

Ao mesmo tempo, é comum ter alguma dificuldade para selecionar o modelo certo. Afinal, são muitas alternativas no mercado e é preciso caprichar para aproveitar todo o potencial dessa peça.

Para não ter dúvidas, confira como escolher a cortina ideal para cada quarto e entenda o que considerar!

Quais são os tipos de cortinas?

Como cada ambiente tem uma necessidade, é preciso selecionar entre os diversos tipos de cortina. Os modelos se diferenciam em várias características, como modo de funcionamento, aparência e até materiais.

Ao conhecer as principais alternativas, fica mais fácil entender o que funciona em cada ambiente. Por isso, veja quais são os modelos disponíveis no mercado e qual é a indicação para eles.

Persiana

Ao escolher uma cortina para o quarto, você vai se deparar com a persiana e com seus diferentes modelos. Diferentemente dos estilos tradicionais de cortinas, a persiana é formada por estruturas fixas, como as lâminas de madeira ou as placas de tecido.

A persiana horizontal é aquele modelo que conhecemos bem, feita com pequenas lâminas que são abertas ou fechadas com a cordinha. É ideal para manter a ventilação da área, mas não impede totalmente a passagem de luz. A diferença para a vertical é apenas a orientação, pois ela funciona da mesma maneira.

O painel é do tipo vertical e é ideal para áreas com grande vão livre, com janelas amplas ou com pé direito alto. Agora, se quiser mais conforto térmico e acústico, a persiana celular é a melhor opção, pois conta com pequenos espaços de ar entre as placas.

Rolô

Ainda ao falar em persianas, é impossível ignorar a importância da persiana ou cortina rolô — tanto é que ela merece atenção especial. Ela se parece muito com o painel, com a diferença de que aparece em formatos menores, sendo indicada para janelas de tamanho reduzido.

Ela é feita com um material que impede a passagem de luz e que diminui a exposição à radiação solar. Dependendo do caso, pode até isolar completamente o ambiente da iluminação, o que torna o espaço mais aconchegante.

Romana

A cortina romana segue o mesmo estilo da rolô. No entanto, essa alternativa pode ser movimentada para cima. Nesse estilo, ela fica dobrada ao ser suspensa e traz bastante versatilidade — você pode escolher deixá-la aberta pela metade, por exemplo.

Além disso, é uma cortina feita em cores neutras e que se adaptam à decoração do ambiente. Com as escolhas certas, elas mal parecem estar lá, o que dá uma sensação de continuidade e até de amplitude ao espaço.

Varão

Outro modelo de cortina para o quarto que é bastante utilizado é o do tipo varão. Ela conta com um apoio superior por onde a cortina desliza. É feita de tecidos com diferentes características, como o voil ou o linho.

Ela aparece em vários comprimentos e larguras, o que permite atender a diferentes necessidades. Na maioria das vezes, ela é manual, mas também permite definir o nível de intensidade de luminosidade que você deseja.

Blackout

O blackout, ou blecaute, como também é conhecido, é uma cortina para quarto perfeita para acabar com toda a luminosidade. Ele costuma ser feito de vinil e, por ser muito opaco, impede a passagem de luz. Em qualquer hora do dia, é possível deixar o ambiente totalmente escuro e mais acolhedor.

Outro ponto positivo é que o blackout tem uma face laminada para refletir a radiação solar. Com isso, oferece um nível maior de conforto térmico. Em muitos casos, pode ser associado a cortinas tradicionais — comumente, a de varão. Em quartos com TV, é também uma alternativa inteligente para impedir reflexos enquanto se assiste a alguma coisa, por exemplo.

O que avaliar para escolher cortina para quarto?

Agora que você já conhece os principais tipos disponíveis no mercado, é preciso pensar em como escolher esse item. A cortina deve ser pensada tanto em relação à decoração do quarto quanto ao bem-estar e conforto desse espaço.

Por isso, é preciso pensar mais apenas que no visual. Para entender melhor, veja quais características levar em consideração e entenda como selecionar o item certo para as suas necessidades!

Iluminação

A iluminação do quarto é uma das características mais importantes para o bem-estar e para uma boa noite de sono. E a resposta para isso está em seu corpo. A melatonina é considerada o “hormônio do sono” e tem seu pico de produção quando o ambiente está escuro.

Teoricamente, bastaria escurecer para que nosso corpo já começasse a se preparar para dormir. Porém, criamos as luzes artificiais e dificilmente o quarto fica escuro o suficiente. Mesmo com as luzes apagadas, há a poluição luminosa causada por outras casas, prédios, letreiros e veículos, por exemplo.

Por isso, a cortina para quarto é tão importante. Ela deve ser capaz de permitir que você escureça o cômodo de maneira fácil e versátil. Nesse sentido, o blackout é bastante procurado em muitas situações.

Ao mesmo tempo, a cortina não deve deixar o quarto escuro demais durante o dia. Afinal, a iluminação valoriza a decoração e também ajuda a evitar mofo, ácaros etc. Então, vale a pena considerar ter um produto que varie nessa capacidade de iluminação.

Mobília

Outro ponto importante tem a ver com a mobília do quarto. Em primeiro lugar, é algo relacionado à aparência do espaço e sua decoração. Uma mobília vintage, por exemplo, pede uma cortina nesse estilo, como uma opção de varão. Já uma persiana pode ser interessante para um ambiente com decoração contemporânea ou minimalista.

Também vale a pena considerar a disposição das peças. Se a cama ficar logo abaixo da janela, a cortina para quarto não pode ser muito longa, com o risco de causar incômodos na hora em que estiver dormindo. Já se a janela ficar em um ponto sem tantos móveis, a cortina funciona, também, como um complemento para o visual. Então, é essencial pensar em como será o uso da peça com os demais itens que compõem o cômodo.

Material

Como deu para ver, a cortina para quarto aparece em diferentes estilos — inclusive, em relação ao material. Além de dar uma aparência diferente, essa característica determina como será o uso da peça e o conforto no cotidiano. Por isso, é bom avaliar cada caso.

O voil é a opção mais leve e garante um toque delicado ao ambiente. Por outro lado, é translúcido e permite a passagem de luz. Se a ideia for deixar o espaço protegido da iluminação, será preciso conjugar o modelo a outro “pesado”.

Outra possibilidade é o vinil, que forma o blackout. Ele conta com uma face metalizada e tem uma textura levemente emborrachada. Modelos modernos contam com uma capa de voil ou outro tecido por cima, o que dá uma aparência clássica.

As cortinas de varão e as persianas rolô e romana costumam ser feitas de tecidos naturais, como linho ou algodão. Algumas também são fabricadas com telas solares, que ajudam a manter a temperatura interna.

Já as persianas horizontais podem ser feitas de plástico, metal, madeira, fibras naturais ou artificiais ou encapadas por tecido. Assim, considere o que oferece o melhor custo-benefício, o que combina mais com sua casa e o que garante a sensação certa para o ambiente.

Cores

O uso das cores para o quarto e para a cortina, por sua vez, está muito mais relacionado à aparência e à combinação. Mesmo assim, é um fator importante na hora de decidir qual cortina para quarto adquirir.

Para transmitir uma sensação de tranquilidade ao ambiente — o que é necessário para dormir bem —, vale mais a pena recorrer a peças neutras. Branco, bege e cinza-claro são algumas possibilidades populares.

Dependendo do caso, também dá para seguir a proposta da parede. Muitas persianas rolô têm uma cor parecida ao revestimento, por exemplo. Desse modo, quando ficam fechadas, há uma continuidade visual e o quarto até parece maior.

Por outro lado, é possível investir nessa peça como um elemento especial da decoração. Cortinas estampadas ou coloridas dão uma aparência única ao espaço, sem que seja necessário fazer grandes transformações. Contudo, o cuidado deve estar na harmonia. Pense em qual é a paleta da decoração do quarto para escolher o tom certo. Além disso, evite peças muito vibrantes, pois isso pode deixar o sono agitado.

Tamanho

Na hora de escolher a sua cortina para quarto, também é preciso avaliar quais são os tamanhos disponíveis. O ideal é cobrir, no mínimo, toda a janela. Mas, para ir além, é preciso pensar no ambiente e no modelo.

Considere, por exemplo, onde ficará o suporte. Se você quiser escondê-lo no teto, a cortina precisa ser maior para alcançar toda a janela. Se a área de vidro for do teto ao chão, também é preciso se preocupar com isso.

Ao mesmo tempo, ela não deve ser grande demais para não arrastar no chão. Esse é um visual datado e que pode, inclusive, prejudicar a higiene do quarto. O ideal é que ela fique na altura do rodapé, no máximo.

A outra definição de tamanho tem a ver com a largura. Uma cortina que não cobre ambas as laterais da janela vai deixar a luz passar. Por isso, vale a pena medir a área antes da compra.

Em alguns casos, como na persiana romana, o ideal é usar vários conjuntos lado a lado, a fim de compor todo o espaço a ser coberto. Para as janelas maiores, como as que ocupam uma parede inteira, essa também é a melhor alternativa.

Acabamentos

Não menos importante, é preciso pensar no acabamento do produto. Cada tipo tem um estilo e, principalmente, é algo relacionado à qualidade da cortina. Na versão de varão, por exemplo, há opções em que os ilhós são aparentes e outras em que eles são cobertos por tecidos. Também há alternativas que permitem esconder o suporte, enquanto outras mantêm a estrutura aparecendo.

Ainda há variações quanto ao caimento do tecido. Há persianas verticais sobrepostas que são a aparência de tecido com pregas. Você também encontra opções completamente lisas e que podem ser modificadas com prendedores e acessórios específicos.

Então, vale a pena pensar em qual é a mensagem que você deseja transmitir no quarto para, enfim, selecionar o acabamento.

Qualidade

Para fazer um bom investimento, também avalie considerar a qualidade da peça. Isso porque estruturas, tecidos e acabamentos adequados são essenciais para que a cortina dure o tempo necessário de uso.

Em vez de comprar uma peça apenas por ser barata, pense no impacto que a decisão tem em seu sono, em sua qualidade de vida e até no seu dinheiro. Afinal, se a cortina dura mais, é possível economizar ao longo do tempo.

Para tanto, prefira marcas reconhecidas e especializadas nessa fabricação. Além disso, considere suas necessidades e não hesite em adquirir um material mais tecnológico se for para aproveitar um nível maior de conforto. Ao considerar esse último fator, você consegue selecionar a peça certa para cada situação.

Como escolher a cortina para quarto ideal?

Além de aparecer em vários modelos, a cortina para quarto também depende do tipo de ambiente no qual vai ser usada. Sim, dependendo de quem dorme no espaço, é preciso recorrer a modelos variados! O processo é mais simples do que parece e basta que você pense em alguns pontos essenciais. Para que não restem dúvidas, confira como selecionar o item certo para cada alternativa a seguir.

Quarto de casal

A cortina para quarto de casal é essencial para criar um ambiente aconchegante, acolhedor e até romântico. Por isso, precisa ser escolhida corretamente para que ambos tenham a chance de dormir bem e descansar durante toda a noite.

Ao mesmo tempo, o visual do cômodo não deve ficar de lado. Então, veja o que levar em conta para esse espaço.

Considere as preferências de ambos

Como se trata de um ambiente compartilhado com outra pessoa, o ideal é que a escolha seja feita em consenso. Antes de comprar uma peça com determinado material, acabamento ou cor, é essencial considerar a visão da outra pessoa.

Aproveitem para conversar e entender o que o outro prefere na decoração e no uso do quarto, por exemplo. Desse jeito, a compra se torna harmônica com todo o ambiente e permite que os dois fiquem satisfeitos com o resultado.

Invista em uma opção com dois tecidos

Como o quarto de casal costuma ser usado para dormir, assistir a filmes e até para trabalhar, nem sempre o ambiente totalmente escuro é a melhor opção. Por isso, vale a pena comprar uma cortina que seja feita com dois tecidos ou em camadas. Isso vale, principalmente, ao falar daquela de varão.

A ideia é deixar o quarto mais ou menos iluminado, de acordo com as necessidades dos moradores da casa. A combinação entre um tecido leve e um pesado também é importante para garantir privacidade, de acordo com as preferências pessoais de cada um. Assim, fica fácil aproveitar o local ao máximo.

Avalie a decoração do ambiente

Naturalmente, a escolha tem que estar ligada à decoração para ficar realmente interessante. Como esse ponto da casa tem um pouquinho de cada um, a cortina pode servir como um aspecto neutro. As peças básicas, com cores discretas, costumam fazer sucesso em boa parte dos casos. Além disso, elas são fáceis de combinar, mesmo com mudanças estéticas ou maiores reformas.

Se, mesmo assim, quiser algo com personalidade, não se esqueça de compor com o estilo de decoração do quarto. Procure algo parecido com os móveis, com o revestimento da parede ou até mesmo com o jogo de cama. Ao “repetir” elementos pelo espaço, o resultado fica atraente.

Quarto de solteiro

A escolha de cortina para quarto de solteiro não é muito diferente do que já vimos até aqui. A diferença é que com apenas uma pessoa no lugar, é possível expressar as suas preferências com maior facilidade. Mas, novamente, não se esqueça de que o item não deve ser exagerado.

Do contrário, pode ser difícil pregar os olhos à noite. Para não errar nessa decisão importante, veja algumas questões para considerar ao escolher a opção perfeita.

Avalie o conforto térmico da peça

Normalmente, um quarto de solteiro é a opção de quem mora sozinho. Se for o seu caso, é essencial avaliar o conforto que a peça é capaz de oferecer, especialmente se as janelas forem de vidro e sem estrutura.

O motivo é simples: uma cortina para quarto que não impede a passagem de calor vai deixar o ambiente muito quente no final do dia. Se houver incidência solar direta, o impacto é ainda maior. Para que o local esteja agradável após chegar em casa do trabalho, por exemplo, vale investir em algo que ajude a evitar o aumento da temperatura.

Considere a facilidade de limpeza

A manutenção também é um ponto importante. Para que o seu espaço seja versátil e prático para o cotidiano, o ideal é que a cortina não seja um foco de preocupação sobre a limpeza. Por isso, selecione algo adequado em relação a esse ponto de vista.

Um tecido que possa ser lavado sem grandes dificuldades, por exemplo, costuma ser mais adequado. Da mesma forma, vale pensar em itens que não sujam tão facilmente, como é o caso do vinil. Com isso, você não precisa se preocupar tanto para manter o quarto sempre bonito, confortável e higienizado corretamente.

Valorize o seu conforto

Além de expressar as suas preferências quanto ao visual, você tem a chance de selecionar aquilo que garante o máximo conforto. Logo, pense no que prefere, em termos de como usa o quarto.

Se a iluminação muito baixa é a sua preferência, vale investir em uma cortina mais pesada e que não deixe passar nada. Caso precise estudar ou trabalhar no local, talvez valha a pena ter uma alternativa intermediária. Foque no que funciona para você e no que atende suas necessidades. Assim, é possível ter sucesso na compra!

Quarto infantil

No quarto de bebê ou de uma criança maior, todo cuidado é essencial. Afinal, é preciso pensar no conforto e no desenvolvimento dos pequenos e a escolha da cortina para quarto faz toda a diferença. Mais que combinar com a decoração ou atender aos gostos mirins, é preciso atentar para alguns pontos.

Evite cortinas muito longas

Além de estarem fora de moda, as cortinas de comprimento muito elevado prejudicam a saúde dos pequenos. Elas são pontos de acúmulos de poeira e ácaros e favorecem a ocorrência de alergias respiratórias. Nos bebês, isso é intenso.

Como a ideia deve ser criar um ambiente fácil de limpar e de manter, o melhor é instalar as peças em uma altura que não ultrapasse muito a janela. Além de tudo, é um modo de abrir mais espaço para outros elementos do quarto, com equilíbrio e, é claro, segurança.

Cuide do controle de iluminação

Em qualquer quarto é essencial ter uma cortina que ajude a manter a luz do lado de fora. No entanto, isso é ainda mais fundamental no caso das crianças. Afinal, os bebês ainda dependem muito do ciclo de “claro e escuro” para regular o sono.

Ao mesmo tempo, é interessante ter uma versão que permita o controle da passagem de iluminação. Para o cochilo da tarde, por exemplo, é importante que a criança saiba que ainda está de dia. Com isso, uma peça em camadas e feita com o tecido certo é a alternativa ideal.

Tenha atenção com a segurança

Especialmente no caso das crianças maiores, é essencial ter cuidado com a segurança. Uma cortina cujo suporte não seja muito firme pode ser puxada e causar acidentes diversos. Inclusive, esse é um dos motivos para não escolhermos peças longas demais.

Também evite cortinas com detalhes, quinas ou materiais perigosos. Persianas verticais ou horizontais podem conter partes metálicas, as quais podem machucar as crianças. Por isso, o ideal é selecionar produtos seguros, leves, atóxicos e que não causem riscos.

A escolha da cortina para quarto é um dos principais passos para acertar em cheio e ter a melhor experiência no ambiente. No entanto, para dormir bem, essa é uma decisão que precisa estar associada a outros elementos. A compra de um bom colchão e de um travesseiro de qualidade, por exemplo, permite ter uma noite de sono que seja realmente reparadora!

Como esse conjunto é essencial e a cama é um dos itens mais importantes do ambiente, venha entender como comprar colchão online!

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Responder