Dicas

Dormir mal: descubra o que acontece com o seu corpo

  • 12 de junho de 2017
Dormir mal: descubra o que acontece com o seu corpo | Americanflex

Estresse, falta de atenção e obesidade são apenas algumas das consequências de dormir mal. Além de inibir a produção de serotonina — responsável pela sensação de calma e relaxamento —, a privação do sono gera inúmeros problemas ao organismo.

Quer saber o que acontece com o seu corpo quando você não dorme o suficiente? Então, está no lugar certo! A seguir, descubra o que pode prejudicar o seu sono e reverta esse quadro com a adoção de pequenos hábitos!

Promoção desconto 10%

O que é dormir mal?

Você provavelmente já ouviu falar sobre a regrinha de dormir oito horas por dia, certo? Entretanto, ela não é universal. A verdade é que algumas pessoas podem necessitar de mais tempo e, outras, menos.

Além disso, existem os indivíduos que dormem horas o suficiente, mas têm péssimas noites de sono — nesse caso, o que está em jogo é a qualidade, e não a quantidade. Excesso de preocupação e rotinas agitadas são algumas causas desse problema.

É possível identificar uma noite mal dormida ainda ao despertar. Se você já acorda cansado, com aquela sensação de que um caminhão passou por cima de você, é provável que o seu organismo esteja pedindo algumas horinhas de descanso a mais.

O que pode causar uma noite de sono mal dormida?

Jornadas de trabalho, engarrafamentos, academia, casa, filhos, marido (a)… Sabemos o quanto uma rotina pode ser complicada. A principal vítima dessa correria, contudo, é o sono.

Acabamos dormindo tarde, acordando cedo demais e até levamos as preocupações do dia a dia para o travesseiro.

Se esse é o seu caso, está na hora de mudar pequenos hábitos em sua vida. Tentar ir para a cama mais cedo, escutar uma música relaxante antes de dormir — e parar de mexer no celular minutos (ou horas) antes de descansar —, são algumas alternativas.

Além disso, os colchões e os travesseiros podem impactar diretamente na qualidade do seu sono. Se um colchão for muito mole, por exemplo, sua coluna não ficará perfeitamente sustentada, ocasionando dores nas costas.

Já um colchão muito duro aumenta a movimentação durante o sono — mesmo sem perceber. A consequência é o cansaço, logo ao despertar.

O travesseiro também é um fator importantíssimo para se ter uma noite tranquila e agradável.

A escolha do modelo ideal deverá ser de acordo com a posição que a pessoa dorme. Vale lembrar que o mais indicado é descansar de lado, com um encosto na cabeça e outro no meio das pernas.

Nesse caso, o usuário deverá optar por um modelo que se encaixe perfeitamente no vão entre a cabeça e os ombros.

Para auxiliar na escolha dos produtos certos, separamos algumas dicas. Veja:

  • escolha um colchão que afunde um pouco com o peso do corpo, principalmente na região dos quadris e dos ombros;
  • após alguns meses de uso, vire o colchão do lado contrário ao que você dorme. Desse modo, você evita que ele fique deformado;
  • se você dorme de lado, opte por um travesseiro de tamanho mediano, permitindo que a sua coluna fique alinhada a um ângulo de 90 graus;
  • se a barriga para cima é sua posição preferida, escolha um modelo baixo que preenche perfeitamente a curvatura da coluna cervical.

colchão ideal para você

Quais são os efeitos da privação do sono no organismo?

Dormir mal traz inúmeras consequências. O mau humor e o estresse são os efeitos mais imediatos, podendo ser percebidos logo após a primeira noite de sono perdida.

Isso ocorre porque a falta de descanso aumenta consideravelmente os níveis de cortisol, o “hormônio do estresse”. Além disso, a produção de substâncias ligadas a sensações de relaxamento, calma e bem-estar é inibida.

Entretanto, os malefícios da privação do sono vão muito além. A seguir, separamos os principais problemas que podem ser ocasionados por uma noite ruim.

Imunidade baixa

Quando não permitimos que o nosso corpo descanse adequadamente, o sistema imunológico é um dos primeiros a sofrer. Como consequência, pessoas que dormem mal têm mais tendência a contrair gripes, resfriados e problemas respiratórios.

Doenças cardíacas

Estudos mostram que a falta de sono aumenta o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como a obstrução das artérias.

Isso ocorre porque, durante a noite, o sistema nervoso tem o papel de “relaxar” o coração. É o momento em que o órgão repousa e prepara o corpo para enfrentar as atividades do dia seguinte.

Obesidade e diabetes

Dormir mal também prejudica o funcionamento de hormônios como grelina e a leptina, responsáveis por regular o apetite. Além de uma vontade maior de comer, quem não descansa corretamente tem tendência a agir por impulso e a ingerir alimentos calóricos — aumentando as chances de sofrer de obesidade.

A capacidade de produzir glicose também é alterada.

O corpo mostra uma maior resistência à insulina — evitando a entrada de glicose na corrente sanguínea — e o resultado pode ser a diabetes do tipo dois.

Capacidade de aprendizagem

A capacidade de aprender também é prejudicada com a privação do sono — exatamente por isso, alguns especialistas recomendam que as aulas das crianças e adolescentes comecem mais tarde. Isso acontece porque, durante a noite, o nosso organismo consolida a memória de tudo o que aprendemos no dia.

Envelhecimento precoce

Além de ocasionar diversos problemas no organismo, a falta de sono também altera a nossa beleza e a capacidade de rejuvenescimento.

É enquanto dormimos que o corpo hidrata a pele, os cabelos e repara as agressões sofridas no dia a dia, como aquelas dos raios solares.

Quem não descansa corretamente, portanto, tem a produção de hormônios que atuam contra o envelhecimento precoce alterada.

Além do que foi citado, existem outros problemas que podem surgir com a privação do sono. Conheça alguns deles:

  • diminuição da libido;
  • maior risco de câncer, derrame e hipertensão;
  • emoções descontroladas;
  • ansiedade;
  • menor rendimento físico.

Como melhorar a qualidade do meu sono?

Para começar a dormir bem, o primeiro passo é identificar o que está privando o seu sono. Rotina? Colchão e travesseiro ruins? Excesso de preocupação? Feito isso, você deverá trabalhar para sanar o problema.

Entretanto, existem algumas dicas simples que podem ajudar a melhorar a qualidade da noite de todas as pessoas. Confira:

  • faça algo relaxante antes de dormir, como escutar uma música calma ou ler um livro;
  • desligue o seu celular ou coloque-o no modo silencioso. Além disso, tente parar de mexer no aparelho uma hora antes de deitar;
  • adquira colchões e travesseiros adequados;
  • coma alimentos saudáveis;
  • não leve os seus problemas para a cama.

Agora que você já descobriu as consequências de dormir mal — e sabe como começar a reverter esse quadro —, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outras dicas sobre saúde e bem-estar!

Colchões Americanflex

Sem Comentários

Responder