Dicas

Durabilidade de um colchão: você sabe avaliar?

  • 20 de junho de 2017
Durabilidade de um colchão: você sabe avaliar? | Americanflex

Sabemos que o sono tem um papel importantíssimo para a manutenção da qualidade de vida e prevenção de doenças. O que muita gente desconhece, entretanto, é que o local onde descansamos o corpo pode afetar diretamente a nossa saúde. Nesse contexto, a durabilidade de um colchão é um dos itens mais importantes a serem observados.

Saber o momento certo de trocar o colchão pode evitar uma série de problemas, como dores musculares e doenças respiratórias. Para manter o seu bem-estar em dia, preparamos este artigo ensinando a avaliar a durabilidade do produto. Confira!

Promoção desconto 10%

Qual a importância de trocar o colchão na data certa?

Você não teria coragem de tomar um remédio que passou da data de validade ou comer um alimento vencido, certo? Os colchões, portanto, deveriam seguir essa mesma lógica.

Isso ocorre porque a vida útil do produto pode causar uma série de problemas a saúde, como dores nas costas, doenças respiratórias e alergias..

Além disso, colchões velhos podem deteriorar a sua forma original, ocasionando noites mal dormidas e dores musculares. Por isso, se você sofre com algum desses incômodos, está na hora de avaliar a vida útil do seu produto.

Qual é a durabilidade de um colchão?

Não há uma regra quando o assunto é a durabilidade de um colchão. A sua vida útil varia, dentre outras coisas, de acordo com os materiais utilizados na fabricação.

É claro que a vida útil pode variar de acordo com os cuidados do usuário. Por isso, é muito importante seguir as recomendações de conservação do fabricante.

colchão ideal para você

Não sei se o meu colchão está vencido. E agora?

É muito comum as pessoas não saberem a data de validade de seus colchões. Afinal, muitas nem se lembram em que ano foi realizada a compra do produto.

Existem alguns sinais que indicam que está na hora de realizar a troca. Quer saber mais quais são? Confira abaixo:

  • perda de firmeza e indícios de deformações;
  • aparecimento de manchas;
  • colchão desnivelado e mais macio do que o normal.

Além de observar esses indícios, é importante fazer algumas perguntas, como

  • Você está dormindo bem?
  • Acorda cansado?
  • Está sentindo dores?
  • Teve uma melhor noite de sono em outra cama?

Se a resposta for positiva para todas essas perguntas, é provável que o produto esteja prejudicando o seu sono.

Como aumentar a vida útil do meu colchão?

Como dissemos, a durabilidade do colchão pode variar de acordo com a forma como ele é utilizado. Por isso, é muito importante ter certos cuidados para que a vida útil do produto seja prolongada o máximo de tempo possível.

Por isso, separamos algumas dicas simples e práticas. Confira!

Não exponha o seu colchão ao sol

Ao contrário do que muita gente imagina, não é recomendado expor o colchão ao sol. Isso acontece porque os raios solares ressecam as células do produto, fazendo com que elas percam a capacidade de retornarem à posição natural (quando dormimos, as células são contraídas e voltam ao normal no momento em que levantamos).

O ideal é deixar o quarto arejado e ventilado. Aproveite para abrir as janelas quando o sol não estiver incidindo diretamente no cômodo.

Evite sentar durante muito tempo no colchão

Pode parecer estranho, mas não é aconselhado sentar-se por muito tempo sobre o colchão. Lembre-se de esses produtos foram desenvolvidos pensando em pessoas deitadas — posição que distribui o peso uniformemente.

Quando sentamos sobre o colchão, portanto, o risco de sua estrutura original ser deformada aumenta consideravelmente.

Não coloque o colchão no chão

Alguns fabricantes consideram o ato de colocar o colchão no chão como mau uso, podendo até fazer com que você perca a garantia.

Por isso, sempre acomode-o em uma superfície suspensa caso precise retirá-lo da cama para limpar, por exemplo.

Troque lençóis e fronhas

A roupa de cama também contribui para aumentar (ou diminuir) a vida útil de um colchão. Isso ocorre porque o excesso de umidade em lençóis e travesseiros tornam aquele ambiente um ótimo local para a proliferação de microrganismos, como ácaros, fungos e bactérias.

Por isso, troque a sua roupa de cama ao menos uma vez na semana e não se esqueça de deixar o seu quarto bem ventilado.

Caso o colchão absorva muita umidade por algum motivo específico, como líquido derramado ou excesso de suor, deixe-o poucos minutos ao sol, apenas o suficiente para retirar o excesso de umidade.

Mude o seu colchão de lugar

Para evitar deformações na estrutura do produto, é essencial trocar o colchão de lugar periodicamente. Para isso, dê um giro de 180 graus — ou seja, você deverá apoiar a cabeça no lugar onde encostava o pé.

Além disso, também é interessante mudar o lado do colchão (colocar a parte de baixo para cima).

Você pode alternar essas rotações a cada 30 dias, por exemplo. Mas, atenção: modelos com pillow não precisam fazer a mudança lateral.

Tenha cuidado ao lavar

Evite lavar o seu colchão, utilize somente um aspirador de pó para higienizá-lo. Em casos excepcionais, passe um pano úmido com um pouco de sabonete neutro. Para conservá-lo sempre limpinho, uma dica é utilizar capas protetoras.

Além das dicas citadas, veja outras recomendações:

  • não pule no colchão;
  • não utilize secador de cabelo ou outras fontes de calor para secá-lo;
  • entre o estrado e o colchão, não use papelão;
  • evite comer ou beber em cima do produto.

Calma! Nós preparamos um jogo para te ajudar!

Se você ainda não conseguiu identificar se precisa ou não trocar o seu colchão, fique tranquilo(a)! Nós desenvolvemos um jogo de Perguntas e Respostas para te ajudar com isso. Para participar, é muito fácil: basta clicar aqui ou na imagem abaixo e responder todas as perguntas e a resposta irá diretamente ao seu e-mail!

Quiz - Colchão tem validade!

Ao avaliar a durabilidade de um colchão percebeu que o seu está na hora de ser trocado? Então, navegue pela nossa loja virtual e fique em dia com a sua saúde!

Colchões Americanflex

Sem Comentários

Responder