Relaxamento

Entenda o que influencia os sonhos e como evitar os pesadelos

  • 26 de junho de 2017
O que influencia os sonhos e como evitar os pesadelos | Americanflex

Dormir bem e acordar completamente disposto e descansado com certeza é ótimo. No entanto, nem todos conseguem ter uma boa noite de sono e desejam saber como evitar os pesadelos.

Embora seja comum, vez ou outra, ter um sonho ruim, quando ele se torna muito frequente é hora de começar a investigar melhor.

No texto de hoje você saberá o que pode influenciar os seus sonhos e causar pesadelos — além de receber dicas de como evitá-los. Confira:

Conheça a diferença entre sonhos e pesadelos

Quando dormimos, nosso sono passa por duas fases. A primeira é conhecida como sono de ondas lentas e a segunda, que acontece 90 minutos após iniciarmos o sono, se chama REM (sigla em inglês para Rapid Eye Movement, ou movimento rápido dos olhos).

Os sonhos são cargas emocionais que armazenamos em nosso inconsciente. Eles projetam imagens e sons que, quando causam medo, angústia, terror ou ansiedade, são chamados de pesadelos.

Os sonhos e pesadelos costumam acontecer durante o sono REM — embora também possam ocorrer na fase de ondas lentas, mas nesse caso são conhecidos como terror noturno.

O REM tem duração de cerca de meia hora e pode se repetir até seis vezes por noite. Isso significa que, ao atingir essa fase do sono várias vezes, podemos sonhar em todas elas.

Embora isso pareça estranho, é preciso ressaltar que nós lembramos mais facilmente dos pesadelos — já que o conteúdo dos sonhos só pode ser lembrado caso ele tenha finalizado assim que a pessoa acorda.

Como os pesadelos têm uma carga emocional grande, assim que ele termina nós acordamos.

Descubra a causa

Antigamente, havia a crença de que os pesadelos eram coisa de criança. Embora, de fato, eles sejam mais comuns em crianças com idade entre quatro a doze anos, é normal que adultos tenham pesadelos esporadicamente, principalmente as mulheres.

Existem muitas causas para os pesadelos — e descobri-las é o primeiro passo para conseguir evitá-los e dormir bem.

Conflitos internos

Assim como os sonhos, os pesadelos podem refletir uma situação que não conseguimos resolver no dia a dia. Esses conflitos, geralmente, causam pesadelos recorrentes, como quedas, atrasos para compromissos importantes, morte por qualquer motivo e vários outros.

Como neste caso o pesadelo pode ser uma mensagem transmitida, é importante tentar compreender se ele tem ligação com algum problema pessoal. Quando o problema é solucionado, a tendência é que o pesadelo pare de acontecer ou tenha outro final.

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade também podem provocar pesadelos. Portanto, se você estiver em uma época da sua vida em que sua saúde mental, de forma geral, não está bem, sonhos ruins podem aparecer.

Traumas

Passar por um trauma e sair sem cicatrizes emocionais é bem difícil. Por isso, muitas pessoas que passam por situações como assaltos, mortes de entes queridos, acidentes, agressões físicas ou verbais, costumam ter sonhos que, de alguma forma, estão ligados ao fato.

Essa é a forma que o cérebro usa para avisar que é preciso passar pelo trauma novamente em sonho até superar o medo.

Desconfortos físicos ou problemas de saúde

Comer demais antes de dormir pode causar um desconforto por conta da dificuldade da digestão. Essa sensação acaba sendo transportada para os sonhos, já que o cérebro continua ativo, mesmo nesse período.

O mesmo vale para problemas como a apneia, que podem causar a sensação de falta de ar no sonho, já que o estímulo externo é captado e transportado para ele, impedindo que a pessoa durma melhor.

colchão ideal para você

Medicamentos

Alguns medicamentos, como os remédios para pressão, antidepressivos e medicações usadas para tratar o mal de Parkinson, aumentam a probabilidade de ocorrer pesadelos.

A suspensão de medicamentos também pode causá-los. Portanto, é importante conversar com seu médico sobre o que está ocorrendo.

Fatores externos

Os barulhos de carros na rua, do ar condicionado em casa, ou outros ruídos, também podem causar alterações nos sonhos.

Como o corpo continua em funcionamento, o barulho é percebido e levado para o inconsciente — e pode interferir diretamente nos sonhos, transformando-os em pesadelos.

Saiba como evitar os pesadelos

Embora os pesadelos esporádicos possam até ser bons para ajudar a resolver questões e superar medos, quando eles são recorrentes podem atrapalhar, fazendo com que a pessoa acorde cansada e estressada com frequência.

Assim como as causas são diversas, os tratamentos também o são. Primeiro, é preciso que um médico avalie se há algum problema físico ou emocional. Depois, o profissional de saúde vai encaminhar o paciente para o tratamento adequado.

Porém, enquanto o problema não é solucionado, algumas atitudes podem ajudá-lo a evitar pesadelos e a ter mais noites tranquilas.

Prepare um bom ambiente

Preparar o local em que você irá dormir faz toda a diferença. Deixe o ambiente ventilado, coloque roupas leves, travesseiros adequados para o seu biótipo e para sua postura, além de uma iluminação adequada e uma cama com um colchão confortável.

O ideal é que o ambiente seja escuro e silencioso, pois a luz interrompe a produção de hormônios como o cortisol e a melatonina, fazendo com que você ainda se sinta cansado ao acordar.

Estabeleça uma rotina

É preciso ter um horário certo para acordar e para dormir, além de evitar tomar bebidas estimulantes, como café, refrigerantes e chá mate, seis horas antes de deitar.

Com relação à alimentação, é preciso se programar para comer três horas antes de dormir e evitar alimentos picantes e gordurosos, pois eles dificultam a digestão e podem causar pesadelos.

Expresse os seus sentimentos

Reprimir pensamentos faz com que você tenha pesadelos relacionados a eles.

Para evitar que isso ocorra, você pode escrever um diário, conversar com um amigo, um parente ou fazer terapia. O importante é se expressar e não guardar tudo com você.

Use a tecnologia como aliada

Atualmente, temos à disposição uma ferramenta capaz de nos ajudar de diversas formas: a tecnologia. Por meio do smartphone, você pode organizar sua agenda, contar as calorias que ingere e ainda controlar melhor o seu sono!

Um exemplo é o Relax Melodies, que mistura elementos musicais com sons da natureza. Esses sons podem proporcionar uma sensação maior de relaxamento e induzir a um sonho bom. Ele é gratuito e está disponível para Android, Iphone e Windows Phone.

Outra opção é o Sleep Better, que calcula o momento que seu sono estará leve, para então acordá-lo. Ele ainda tem uma função que possibilita o monitoramento dos sonhos, além da classificação nas categorias: neutro, bom e pesadelo. Ele também é gratuito e está disponível para Android e iOS.

Beba chá

A ingestão de bebidas quentes como o chás — sem cafeína, claro — e infusões podem te ajudar a dormir melhor e ter bons sonhos. As melhores opções são os chás de camomila e de lavanda.

Pratique atividades físicas

As atividades físicas liberam substâncias no organismo que proporcionam a sensação de relaxamento e satisfação. Portanto, essa também é uma solução para quem quer dormir bem e se pergunta como evitar os pesadelos.

Você tem pesadelos com muita frequência? Conhece ou tem outras dicas para evitá-los? Conte para nós enviando um comentário abaixo!

Colchões Americanflex

2 Comentários

  • Sandra Elena

    Olá, tenho muitos sonhos, todos os dias, todas as noites. Acordo sempre muito cansada !! É muito chato isso !!!!

    Reply
    • Americanblog

      Olá Sandra!
      Você já tentou utilizar as dicas que escrevemos neste material?
      Proporcionar um ambiente de conforto é imprescindível, aliado com rotina para dormir e alimentação propícia para um bom descanso, isso tudo irá contribuir para você ter uma boa noite sem má interferência dos sonhos.
      Espero ter ajudado.

      Reply

Responder