Dicas

Guia completo para comprar o travesseiro ideal

  • 27 de fevereiro de 2019
trocar travesseiro

Quais critérios você leva em conta na hora de comprar travesseiro? Ou melhor, de quanto em quanto tempo você troca os seus? Se você não sabe responder a nenhuma dessas perguntas, precisa ler as dicas deste guia!

A verdade é que, em muitos casos, acabamos negligenciando o uso do travesseiro adequado, sem nem nos darmos conta de todos os problemas que isso causa. Sabe aquele dia em que você acorda com o corpo moído? Ou quando tem dificuldade para dormir a noite toda? Pode ser por causa da falta de apoio no pescoço e cabeça.

Neste guia, separamos todos os aspectos que você deve levar em conta na hora de comprar um novo travesseiro. Afinal, é ele que te acompanha em todas as noites de descanso. Vamos lá?

Qual é a importância de escolher o travesseiro certo?

Acredite, escolher o travesseiro adequado faz toda a diferença no dia a dia de uma pessoa. Isso porque ele proporciona o apoio perfeito paro o pescoço e ainda alinha a coluna vertebral com o tronco, o que faz com que o descanso seja bem mais profundo. Isso significa que essa é uma questão que vai além do conforto — é de saúde.

Um bom modelo é capaz de relaxar a musculatura do ombro e pescoço e ainda melhora a circulação sanguínea do local. Além disso, o acessório melhora o funcionamento do organismo e garante mais energia no cotidiano.

Então, se você deseja ficar mais relaxado e descansado, ter um bom-humor ao acordar e ainda cuidar melhor do seu corpo, precisa entender como comprar um travesseiro perfeito para o seu caso. Mas não se preocupe, nós te ensinaremos a fazer isso logo abaixo!

Quais são os problemas causados por um travesseiro inadequado?

Talvez você ainda não saiba, mas um suporte inadequado traz uma série de complicações. Basta você escolher um com a altura errada para sentir dores na coluna e costas e até torcicolo, que é algo tão incômodo. Não pode esquecer, ainda, da insônia e das dores de cabeças.

E não é só isso! Como o travesseiro interfere na circulação sanguínea, dormir com um ruim pode fazer com que você acorde com os braços e mãos dormentes. Você acredita que até mesmo a nossa pele sofre com a falta de sono e tende a ter mais problemas?

Esses são os principais sintomas, mas também devemos levar em conta que ter uma noite de sono ruim gera diversas outras dificuldades, como irritabilidade, dificuldade de concentração, cansaço e improdutividade.

Quando trocar de travesseiro?

Seja sincero, qual foi a última vez que você trocou de travesseiro? Se foi há mais de dois anos, saiba que está correndo uma série de riscos. É que a peça é a casa perfeita para ácaros, fungos e bactérias, que comprometem a nossa qualidade de vida.

Isso se dá em razão das inúmeras secreções com que o acessório entra em contato, como as do nariz, olhos, boca e até ouvidos. Também tem o suor, células mortas da pele e até nossos pelos corporais.

Cosméticos como hidratantes, maquiagens e perfumes também penetram as tramas do travesseiro. A longo prazo, todas essas substâncias ficam acumuladas no acessório, e o resultado é a maior probabilidade de doenças respiratórias como a asma e até mesmo irritações na pele.

Por isso, para evitar todos esses riscos, não é recomendado que eles sejam usados por mais de dois anos, independentemente de qual seja seu material de composição. A troca também pode ser realizada antes, quando a pessoa sentir que ele não está mais confortável ou causa alguma dor.

Há um truque para saber se o acessório perdeu a eficácia. Dobre o travesseiro e observe como ele reage. Um modelo novo é difícil de ser dobrado e se desdobra rapidamente, voltando à forma natural. Já um velho é dobrado facilmente e demora muito para retornar ao formato de origem, sendo que, em alguns casos, ele nem volta. Caso o seu se encaixe no segundo exemplo, está na hora de trocar!

Quais os principais tipos de travesseiro?

Sabia que o mercado especializado conta com uma enorme variedade de tipos de travesseiro? Eles têm os mais variados preços, materiais e formatos, para se adequarem perfeitamente a qualquer corpo e perfil. Abaixo, separamos os principais modelos.

Viscoelástica

Alguns dos mais conhecidos são os modelos da NASA, que contam com a espuma viscoelástica, famosa por sua flexibilidade, fácil adaptação ao formato da cabeça e também facilidade de retomar ao formato original.

Pena de ganso

Há também o feito com penas de ganso, que têm um ótimo efeito de mola, sendo capazes de suportar até 80 mil vezes o seu peso. Para conferir mais conforto, esse modelo costuma vir misturado com estofado de colchão.

Látex

Os travesseiros de látex também são populares e podem ser feitos de material natural, como é o caso da seiva da árvore seringueira; de forma sintética, com materiais produzidos em laboratório; ou mista, com a mistura dos dois. Ele também tem alta adaptabilidade, mas pode causar estranheza pelo seu cheiro forte.

Microfibra

Já o de microfibra siliconado, também bastante procurado, é feito de poliéster, um material derivado do petróleo. Sua composição oferece alta durabilidade, mantendo as propriedades originais do produto por bastante tempo. Ele também é adequado para alérgicos, crianças e adultos.

Espuma

Outro modelo conhecido é o de flocos de espuma, montado a partir do recorte de espumas comuns. Ele é macio e permite a circulação de ar graças aos espaços entre uma espuma e outra, no entanto, não é adequado para quem se mexe muito de noite, porque pode ficar desarrumado, fazendo com que o usuário perca a sustentação do pescoço.

Poliuretano

O travesseiro de poliuretano, ou de espuma compacta, como também é chamado, é outro modelo bastante comercializado. Ele é feito do mesmo material que os colchões e tem uma estrutura bem firme. Seu material é inflamável; por isso, não é recomendado para crianças.

O que avaliar ao comprar um travesseiro?

Você sabia que existem diversos aspectos que precisam ser avaliados na hora de escolher um travesseiro? Tipo de espuma, altura, formato e até suas necessidades pessoais devem ser levados em conta na hora de escolher o acessório responsável pela qualidade do descanso.

Para você não errar na escolha, abaixo explicamos todos os itens que devem ser observados. Confira!

Tipo de espuma

Você já conferiu, acima, os principais modelos comercializados atualmente, mas agora vamos falar sobre as principais vantagens e desvantagens da espuma de cada um deles:

Viscoelástica

Os travesseiros da NASA trazem diversas vantagens, como boa adaptação à cabeça, densidade na medida ideal para dormir bem e conforto térmico, se adaptando bem a todas as estações. Ele é durável, fácil de lavar e ainda tem ação bactericida, antialérgica e antifúngica, o que é ideal para os alérgicos.

Seu ponto negativo é apenas a fase de adaptação ao produto. Como oferece um suporte diferenciado, as pessoas costumam levar alguns dias para se acostumar.

Látex

O de látex é resistente contra deformações e flexível, se adaptando perfeitamente aos movimentos feitos ao dormir. Ele também é uma opção de travesseiro antialérgico, porque é à prova de micróbios, ácaros e outros alérgenos. Não precisa ser lavado com frequência e costuma durar muito tempo.

Em contrapartida, é uma peça bem pesada e com um cheiro forte no início, que pode ser incômodo para os narizes mais sensíveis.

Pluma de ganso

Esse modelo é macio, leve e biodegradável e oferece bom suporte, em razão das penas. É bom para quem dorme de bruços e precisa de um travesseiro mais baixo. Pelo mesmo motivo, não é ideal para quem descansa de lado, porque não sustenta a coluna da forma necessária.

Seu enchimento é facilmente amassado, de forma que parte das plumas deixam de dar o suporte esperado ao pescoço.

Flocos de espuma

O modelo de flocos de espuma permite a fácil circulação de ar, é bem volumoso e macio e também costuma ter um preço mais em conta, comparado com os outros tipos de travesseiro.

Sua desvantagem, no entanto, é que seu recheio se desarruma com facilidade, fazendo com que os flocos fiquem muito espalhados. Além disso, ele não tem características antialérgicas e acumula mais ácaros e bactérias.

Microfibra

O travesseiro de microfibra siliconada tem um custo acessível e é bastante flexível. É indicado para quem prefere densidade mais firme, tendo em vista que o preenchimento do estofado é denso.

O lado ruim desse tipo é que é um material que absorve o calor do corpo, o que não é desejável para as estações mais quentes, principalmente no Brasil. Além disso, ele não costuma durar muito tempo nem conta com tecnologia antiácaros.

Poliuretano

O modelo chamado de “espuma compacta” tem densidade bem firme e não deforma com a ação do peso da cabeça. Produzido com o material igual ao de colchão, esse travesseiro não tende a ser tão confortável assim. Além disso, ele é composto por material inflamável e não é recomendado para pessoas alérgicas.

Altura

É muito importante encontrar a altura ideal do travesseiro para garantir o sustento necessário para a cabeça e, principalmente, manter a coluna alinhada. Ela varia de corpo para a corpo, de acordo com a distância entre o ombro e o pescoço de cada pessoa.

Dessa forma, os modelos altos ou baixos demais podem ser prejudiciais, uma vez que o ideal é encontrar o equilíbrio na altura, para que a coluna fique reta. Esse equilíbrio, por sua vez, varia de acordo com a posição em que a pessoa costuma dormir. Veja cada caso:

De lado

Se você é adepto a deitar de lado, precisa usar um alto, de forma que se forme um ângulo de 90º entre o ombro e o pescoço. Seja para a esquerda ou para a direita, essa é a posição para dormir mais recomendada pelos fisioterapeutas.

Só tenha atenção a um detalhe: seus joelhos devem ficar semiflexionados e não muito dobrados, como na posição de feto, porque assim a coluna fica muito retorcida. Para adequar ainda mais a posição, utilize um segundo travesseiro entre as pernas.

Se essa é sua posição favorita, investir em um travesseiro do modelo NASA é uma boa ideia. Ele se adapta bem à anatomia do corpo e reduz a pressão na região, o que evita dores musculares.

Por outro lado, os modelos de penas de ganso não são aconselháveis no seu caso, já que são muito macios e fáceis de deformar, ficando mais baixos do que o necessário para sustentar a coluna.

De costas

Para quem dorme de costas, com a barriga para cima, o mais recomendável são os modelos baixos e médios, dependendo da anatomia do seu corpo. O importante é que o travesseiro deve preencher corretamente o espaço entre a cervical e a nuca, de modo que não fique muito alto, nem muito baixo, para evitar a hiperflexão do pescoço — o que pode render dores incômodas.

Quer uma dica extra? Invista nos modelos da NASA ou de látex natural e não se esqueça de comprar um travesseiro de corpo ou um rolinho para ficar debaixo dos joelhos. Assim, a perna fica levemente flexionada e dá maior apoio à lombar.

De bruços

Se você está acostumado a dormir de bruços, saiba que essa não é uma posição recomendada pelos médicos e especialistas. Segundo eles, deitar assim força os músculos do pescoço e prejudica a coluna cervical.

No entanto, se você não consegue dormir de outra forma, há meios de diminuir os danos. O primeiro passo é comprar um travesseiro baixo, apenas para oferecer apoio a cabeça e manter a coluna no lugar.

Além disso, é aconselhável se deitar com outro travesseiro, posicionando-o abaixo do abdômen, perto da cintura, para igualar o nível da coluna.

Posições variadas

Há muitas pessoas que mudam de posição várias vezes durante a noite. Se você é do tipo que dorme de lado e acorda de bruços, deve investir em modelos de altura regulável, que se adaptam mais facilmente às diferentes formas de deitar.

Novamente, os modelos de látex e o da NASA, de espuma viscoelástica, são bons para esse caso — é que eles têm alta elasticidade e facilidade de tomar formas diferentes sem se deformar, graças à tecnologia de memória utilizada na trama do material.

Tecido

Tão importante quanto conhecer as especificidades de cada tipo de enchimento para travesseiro é entender as características do seu revestimento. Embora a gente não dê muita atenção para isso em muitos casos, cada material tem suas vantagens e desvantagens. Veja:

Algodão

O tecido de fibra de algodão é um verdadeiro clássico, utilizado desde as épocas mais antigas. De origem natural, é também um modelo popular em praticamente todos os lugares do mundo.

Sua principal vantagem é ser um material leve, respirável e absorvente. Como consequência, oferece uma boa sensação térmica e se adapta a todos os climas. Ele também é um tecido bastante durável, que não se desfaz nem forma bolinhas quando entra em o atrito com o corpo. Por isso, pode ser lavado na máquina tranquilamente.

Em contrapartida, o algodão é um pano que amassa muito facilmente. Também precisa de certos cuidados, porque tende a lacear ou encolher com o uso.

Poliéster

Já o poliéster é um tecido sintético, feito a partir de resinas derivadas do petróleo. Um dos seus pontos positivos está no preço, que costuma ser mais baixo do que o dos tecidos naturais. Ele também não amassa com facilidade e seca rapidamente.

O lado ruim é que é um material que esquenta mais, porque suas tramas dificultam a passagem de ar. Além disso, não dura muito tempo e forma bolinhas. Precisa, ainda, de um cuidado especial na hora de passar, porque é facilmente danificado quando fica em contato com temperaturas mais altas.

Viscose

A fibra de viscose tem uma produção parte natural, originada da celulose que é encontrada em todas as plantas, acrescida de alguns componentes químicos que prezam pela preservação de seus aspectos naturais.

A vantagem desse tecido é que é biodegradável e permite a circulação de ar, diminuindo as chances de ácaros e fungos, além de ser leve e fresco. O ponto ruim é a durabilidade: se for lavado em água quente, o material pode encolher ou alargar.

Diferenciais

Outro ponto que deve ser levado em conta no momento da escolha do travesseiro são as necessidades individuais. O mercado especializado está cada vez mais atualizado e vem trazendo opções para todos os gostos.

Um exemplo são os feitos de bambu, excelentes para as pessoas que são mais conectadas com a natureza e prezam pela preservação, já que o modelo é sustentável. Além disso, ele é recomendável para qualquer posição de dormir, por ter características semelhantes ao modelo da NASA, com alta adaptabilidade.

Ele é feito de celulose regenerada de bambu e tem um toque macio e agradável. Também é perfeito tanto para locais quentes quanto frios, uma vez que a celulose confere 2º C de diferença entre os demais tecidos. Com isso, fica fresco no verão e aconchegante no inverno.

Agora, se seu problema é com refluxo gastroesofágico, precisa conhecer os modelos antirrefluxo, que amenizam diversos sintomas, como azia, rouquidão, pigarro e tosse. Seu diferencial é a maior inclinação da peça, que faz com que a respiração melhore e ainda evita roncos.

No caso dos bebês, que costumam sofrer com a regurgitação, o acessório também é bastante útil, porque faz com que a cabeça e o tronco da criança fiquem em um nível mais elevado do que o do restante do corpo, evitando que os alimentos ingeridos retornem pela laringe.

Quais são os outros acessórios para dormir?

Comprar o travesseiro certo, assim como escolher a cama ideal, são coisas que merecem nossa atenção, já que interferem diretamente na qualidade do nosso sono. Mas, se ainda assim você tem dificuldade para relaxar, existe uma série de acessórios para descanso que auxiliam nessa missão.

Você já ouviu falar sobre manta massageadora? Ela é indicada para quem passa muito tempo deitado e acaba sentindo dores. Já a almofada para encosto é perfeita para usar sentado no sofá ou encostado na cama. Ela é feita do mesmo material da manta e ainda faz massagem.

Sabe quando você precisa dormir durante uma viagem de avião ou de carro? As almofadas para pescoço são itens obrigatórios nesse caso, já que garantem boa postura e evitam dores. Agora, se dormir com a sensação de aconchego é o que precisa, deve investir em um cobertor terapêutico. Ele faz uma leve pressão sobre o corpo, como se fosse um abraço, o que traz a sensação de calma.

Onde comprar travesseiro?

Como você viu até aqui, escolher um travesseiro é um assunto sério, que exige pesquisa e, principalmente, qualidade. Por isso, escolher a loja em que vai comprar o seu é crucial para a satisfação com o produto.

A melhor dica é recorrer a uma loja especializada no segmento, que tenha uma vasta experiência no comércio de camas, colchões, travesseiros e demais acessórios de dormir. Esse é o caso da Americanflex, que trabalha há mais de 60 anos com produtos de alto padrão.

São diversas lojas físicas distribuídas pelo Brasil, além da online, que oferece a comodidade e a segurança de fazer compras com apenas um clique! Falando em loja virtual, veremos seus benefícios abaixo.

Quais os benefícios de comprar travesseiro online?

Não é novidade para ninguém que, a cada dia, ficamos mais atarefados e com pressa. E é justamente por esse motivo que contar com produtos de qualidade para dormir bem é tão importante.

A falta de tempo não pode ser um empecilho para você deixar de investir na sua saúde, por isso, as lojas virtuais são importantes. Elas permitem que tudo seja resolvido de forma prática, rápida e sem sair de casa.

Para comprar um travesseiro novo, não é diferente! Agora que você já sabe todos os aspectos que precisa considerar na hora da escolha, basta escolher uma loja de qualidade e adquirir seu produto!

Na Americanflex, tudo funciona como em uma loja física: você olha os modelos disponíveis como em uma vitrine, consegue ler as especificações de cada travesseiro, ver fotos e conferir todos os detalhes. Então, em poucos dias, recebe o acessório diretamente na sua casa.

Se você não gostar do que comprou ou não se adaptar ao modelo, não se preocupe! A troca é feita rapidamente, de forma simples e sem dores de cabeça.

E então, você já imaginava que é preciso prestar atenção a todos esses aspectos para comprar travesseiro? Embora pareça muita coisa, aqui vai um resumo: para não sofrer com desconforto durante o sono, é essencial considerar espuma, tecido e altura do apoio. Para garantir um produto de qualidade, a dica é escolher uma loja segura e com experiência no ramo.

Agora que você já aprendeu tudo, é hora de colocar os ensinamentos em prática. Escolha seu travesseiro ideal na nossa loja!

Colchões AmericanflexPowered by Rock Convert

Sem Comentários