Relaxamento

Jet Lag: o que é e como minimizar os sintomas

  • 20 de fevereiro de 2020

Está prestes a fazer sua viagem de férias ou negócios para um lugar distante? Então, para chegar ao destino o menos cansado possível e aproveitar os atrativos, você precisa se habituar o mais rapidamente à troca de fuso horário. Caso contrário, corre o risco de sentir diversos sintomas indesejados ocasionados pelo jet lag.

Já ouviu essa expressão? Ela é usada para designar os mal-estares gerados em nosso organismo devido à alteração de horário, os quais afetam, também, o nosso comportamento. Grande parte das pessoas sente os efeitos do jet lag, que pode prejudicar não apenas o sono, mas até mesmo o funcionamento do sistema digestivo.

Neste artigo, entenda melhor o que é jet lag, quais os sintomas e como reduzi-los!

O que é jet lag?

Podemos definir o jet lag como uma descompensação horária, ou seja, uma alteração no ritmo circadiano — ciclo que perdura por um dia. Chamado no linguajar médico de dissincronose, trata-se, na prática, de um mal-estar oriundo da troca de fuso horário, caracterizado por uma série de sintomas desagradáveis.

Em uma situação normal, nosso corpo é programado espontaneamente para realizar diversas atividades, como estudar, comer, trabalhar e dormir. Porém, ele pode ficar bastante confuso com o jet lag, já que o ciclo circadiano perde a sincronia.

Os padrões de luminosidade do ambiente sinalizam que a noite é hora de dormir, momento em que ocorre a redução da frequência cardíaca e do ritmo da respiração, bem como o relaxamento dos músculos. No entanto, qualquer alteração no ciclo compromete o sono e o nosso comportamento. Logo, nosso relógio biológico precisa se acostumar com o fuso para voltar a funcionar como antes.

Quais são os sintomas do jet lag?

Embora nem todos apresentem os sintomas do jet lag, esses podem acometer pessoas de qualquer idade na chegada ao destino. Saiba, abaixo, quais são os principais sinais observados!

  • cansaço;
  • insônia;
  • sonolência;
  • irritação e variações no humor;
  • falhas de memória;
  • problemas digestivos;
  • desequilíbrio hormonal;
  • desregulação da temperatura corporal;
  • irritação na pele;
  • enjoo e vômitos;
  • perda de apetite;
  • tontura;
  • sensação de cabeça pesada e dolorida.

Como amenizar os efeitos da troca de fuso horário?

Com algumas medidas simples, você pode amenizar os efeitos do jet lag e se adaptar ao novo destino rapidamente. Veja o que é possível fazer a seguir!

Descanse antes de viajar

O ideal é descansar antes de viajar. Para isso, planeje a documentação previamente e arrume as malas com uns dois dias de antecedência. Durma bem na noite anterior, afinal de contas, por mais que você fique a maior parte do tempo no avião, qualquer viagem longa é cansativa.

Opte por chegar de dia ao destino

A tática de chegar de dia ao destino funciona porque, por mais que você sinta cansaço com a viagem, estará com vontade de aproveitar todos os momentos ao máximo, não é verdade? Então, o conselho é incluir algo no roteiro no período diurno, logo após deixar as malas no local de hospedagem.

Evite o consumo de bebidas alcoólicas durante o trajeto

O consumo de bebidas alcoólicas gera desidratação e aumenta o cansaço durante voos. O quadro pode agravar ainda mais devido ao jet lag. Da mesma forma, energéticos e produtos com cafeína devem ser evitados porque provocam alterações no sono. Logo, prefira água e sucos.

Não fique muito tempo sem se movimentar

Ficar muito tempo em uma mesma posição não faz bem à saúde, pois compromete o funcionamento do nosso sistema circulatório. Por esse motivo, a recomendação é se exercitar mesmo que você esteja dentro do avião. Quando der e puder, estique as pernas e os braços, e caminhe com regularidade.

Jamais tome remédios para dormir

A não ser que as medicações para dormir tenham sido recomendadas pelo médico, jamais as tome. Isso porque elas podem piorar o efeito do jet lag. Se você não está conseguindo pegar no sono, a dica é optar pelos chás naturais, pois eles fazem bem à saúde em vez de causarem danos ao organismo.

Ajuste o relógio antes mesmo de embarcar

Uma recomendação importante é atualizar as horas conforme o horário da cidade para onde você está se dirigindo. Assim, saberá se lá é dia ou noite e poderá criar hábitos como se já estivesse no destino, como ler, assistir a algum filme, fazer as refeições ou, simplesmente, dormir.

Exercite-se

Quem disse que durante a viagem os exercícios físicos precisam ser deixados de lado? Aliás, você pode unir as atividades a alguns dos seus passeios, a fim de conhecer a cidade de verdade. Uma boa forma de fazer isso é por meio de caminhadas, pedaladas ou corridas em parques. No entanto, não faça muito esforço nas 24 horas seguintes à chegada ao destino.

Alimente-se conforme o horário local

Não deixe de se alimentar de acordo com o horário local, particularmente no momento das refeições mais importantes, ou seja, o café da manhã, o almoço e o jantar. Ainda que você opte por alimentos diferentes do lugar em que está, é preciso ingeri-los para acostumar rapidamente o organismo à nova realidade. Só evite cafeína após o meio-dia para não atrapalhar o sono.

Durma bem

Os horários de sono também precisam ser cumpridos, se você deseja se habituar ao fuso o quanto antes. Por isso, não abra mão de uma excelente noite. Caso seja preciso, tire sonecas durante o dia para descansar o corpo das poucas horas dormidas. Apenas tenha cuidado para não exagerar e comprometer o repouso noturno.

Agora você já sabe o que fazer para reduzir os sintomas do jet lag. No início, é natural sentir mais cansaço e sonolência. No entanto, se você se esforçar um pouco nas primeiras 24 horas, já sentirá a diferença no dia seguinte. Sendo assim, não deixe de seguir as nossas dicas para aproveitar a sua viagem do jeito que você merece, combinado?

Gostou do artigo? Então, aproveite a visita ao blog para descobrir o que é mindfulness e como a técnica pode ser usada para dormir melhor!

Colchões AmericanflexPowered by Rock Convert

Sem Comentários

Responder