Dicas

Precisamos conversar sobre suas dores nas costas

  • 22 de maio de 2017
Homem com dores nas costas

Um estudo do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia estima que as dores na coluna afetam 27 milhões de brasileiros. Esse tipo de dor costuma ser resultado da má postura, sedentarismo, estresse ou até mesmo de doenças mais sérias.

Geralmente, ela surge em decorrência de atividades cotidianas feitas incorretamente. A boa notícia é que, na maioria dos casos, algumas mudanças no estilo de vida podem evitar que elas apareçam ou se tornem mais graves.

Quer saber os principais motivos para essas dores e como evitá-las? Continue a leitura deste artigo e tire suas dúvidas sobre o assunto!

Principais motivos para as dores nas costas

Praticar exercícios da forma errada

A musculação é ótima para manter o peso saudável e prevenir problemas de saúde. No entanto, os exercícios devem ser feitos corretamente e sob a supervisão de um profissional de educação física.

Quando realizada de forma incorreta — ou com peso em excesso —, a atividade pode ser prejudicial à saúde com o risco de desenvolver lesões mais graves. Isso ocorre porque o corpo pode se sobrecarregar durante o exercício.

Colchão e travesseiros inadequados

Um sono de qualidade significa acordar com muito mais disposição para enfrentar a rotina corrida das cidades. Muita gente não sabe, mas o colchão e os travesseiros podem ser os responsáveis por noites mal dormidas — e também por aquelas dores no corpo que tanto incomodam.

Se forem inadequados, você poderá desenvolver, com o tempo, dores nas costas e condições mais graves, como a escoliose e a hérnia de disco, por exemplo.

Doenças relacionadas

As pessoas costumam associar as dores nas costas a problemas de postura, sedentarismo ou ao fato de passarem muito tempo em certas posições. Porém, esses nem sempre são os agentes causadores desse desconforto, mas sim outras condições presentes no corpo.

Dentre as principais doenças que podem causar dores na coluna, podem ser destacadas as seguintes:

  • inflamação do nervo ciático;
  • artrose ou osteoporose;
  • lordose, escoliose e cifose;
  • lombalgia;
  • fibromialgia ou polimialgia;
  • espondilite anquilosante;
  • pedra nos rins.

Preste bastante atenção na natureza das suas dores — se elas são persistentes e se pioram com o tempo, por exemplo. Lembre-se de nunca ignorar os sinais que o seu corpo envia e procure ajuda médica.

Estresse e ansiedade

Você provavelmente tem consciência do quanto o estresse é prejudicial à saúde. Entretanto, saiba que a exaustão também pode afetar as suas costas. O estresse em excesso faz com que os músculos sejam tensionados a ponto de aumentar as chances de espasmos e dores na região.

Quando estamos estressados, são liberados hormônios encarregados por regular e aumentar a nossa percepção da dor.

Sendo assim, quaisquer atividades destinadas a reduzir o estresse podem melhorar quadros de dor e prevenir que eles aconteçam. Ioga, meditação, técnicas de respiração e atividades físicas de modo geral são grandes aliados nessa hora.

colchão ideal para você

Posição na hora de dormir

Dormir de barriga para baixo é contraindicado para as pessoas. Nessa posição, por mais confortável que seja, as chances de desenvolvimento de problemas, como dores no pescoço, nas costas e tendinite, são maiores.

A recomendação é que se deite de lado para dormir. Dessa forma, a coluna fica mais alinhada e em uma posição que facilita a circulação sanguínea, ajudando o corpo a desempenhar suas funções enquanto dormimos.

Formas de evitar dores nas costas

Cuidado com a postura

Nos dias de hoje, as pessoas costumam passar muitas horas sentadas em frente ao computador — seja no trabalho ou em casa. Nesse período, é comum ficar um pouco desleixado e se acomodar de forma incorreta, muitas vezes quase deitado na cadeira.

Esse tipo de situação provoca estresse e tensão sobre os músculos, e, com o tempo, pode alterar as características da coluna vertebral, produzindo lesões e dores.

Sendo assim, preste muita atenção à forma como você se senta e tente sempre manter a postura correta. Certifique-se, também, de escolher uma cadeira adequada, em um ambiente ergonômico, e de intercalar longos períodos sentado com exercícios de alongamento.

Faça exercícios físicos com regularidade

Uma das dicas mais importantes para combater as dores é começar a fazer exercícios físicos com regularidade. Quando não estamos em boa forma, o risco de lesão aumenta, mesmo em atividades simples do cotidiano.

Isso ocorre porque nosso corpo é feito para se movimentar e, quando não fazemos isso, os músculos se enfraquecem aos poucos.

Entre os benefícios da atividade física, destacam-se os seguintes:

  • alívio da tensão muscular e da inflamação do corpo;
  • aliado no controle do peso, reduzindo a tensão sobre as costas;
  • ajuda a controlar o estresse;
  • mantém os músculos fortes e mais flexíveis.

Lembre-se de ficar atento à postura e à carga indicada para o seu caso. O excesso de peso e a má postura durante a execução dos exercícios pode provocar lesões.

Cuidado ao carregar peso

Uma causa comum para dores nas costas é levantar peso do jeito errado ou carregar mais do que o corpo é capaz de suportar. E isso vai muito além dos exercícios na academia e inclui atividades do dia a dia, como carregar mochilas pesadas, malas de viagem, caixas ou mesmo as compras de casa.

Tudo isso pode provocar tensão em excesso sobre as costas. Por isso, distribua o peso nos dois ombros e, sempre que possível, use mochilas, malas ou carrinhos com rodas para levar objetos mais pesadas.

Invista em bons colchões e travesseiros

Esses produtos são desenvolvidos pensando em tipos físicos diferentes. Então, é importante escolher produtos adequados e confortáveis para o seu caso. É assim que você oferece suporte ao corpo durante o sono e em várias posições, evitando pressões que podem levar a dores.

Com relação ao colchão, o ideal é aquele com a densidade não tão dura e nem tão mole, pois assim ele é capaz de deixar a coluna sempre alinhada. Para escolher o colchão ideal, é preciso verificar seu peso e sua altura.

No caso do travesseiro, verifique se a coluna e o pescoço permanecem alinhados ao deitar. A posição em que você costuma dormir também é importante nessa hora. Se dorme de barriga para cima, o melhor são os travesseiros baixos ou médios. Já se você dorme de lado, os altos ou médios são os mais indicados.

Faça alongamentos

As pessoas costumam ficar muito tempo na mesma posição (deitadas, de pé ou sentadas), e isso não é saudável para as costas. A inatividade pode provocar tensão e fraqueza muscular, então é importante fazer alongamentos sempre que possível.

Essa atitude melhora o fluxo sanguíneo das costas e prepara os músculos para atividades mais intensas. Além disso, colabora para aliviar tensões do dia a dia e dores que podem ocorrer devido aos períodos de inatividade do corpo.

Por fim, é possível reduzir as dores nas costas — e o risco de desenvolvê-las — tomando alguns cuidados simples e fazendo algumas mudanças no seu estilo de vida. Nunca ignore suas dores e, sempre que as sentir, tente identificar as possíveis causas. Lembre-se de buscar ajuda médica se necessário. Afinal, sua saúde é muito importante.

Gostou das nossas dicas? Então, aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais. As sugestões aqui apresentadas podem ajudar seus amigos que também sofrem com esse problema.

Colchões AmericanflexPowered by Rock Convert

Sem Comentários

Responder