Dicas

Afinal, quando trocar o berço pela cama? Saiba qual o momento ideal!

  • 14 de setembro de 2019
trocar berço

Estabelecer uma rotina é muito importante na vida das crianças. Um dos aspectos que precisa de rotina é o sono, visto que os pequenos precisam ter um descanso de qualidade diariamente para que o desenvolvimento ocorra de forma adequada e os aprendizados do dia sejam solidificados. Além disso, dormir 8 horas de sono por dia tem benefícios na memória, no controle emocional, nas relações interpessoais e em vários outros aspectos da vida das crianças.

Um problema bastante comum na vida dos pais é a transição do berço para a cama. Isso porque alguns pequenos têm dificuldade com esse novo hábito e precisam de um tempo para se adaptar. Dessa forma, a mudança para a cama deve ser feita de forma agradável e segura, sempre respeitando o tempo e as inseguranças dos filhos.

Pensando em ajudar os pais nesse momento, separamos neste artigo algumas informações importantes, como quando trocar o berço pela cama e como fazê-lo, quais são os benefícios para a criança e como escolher a melhor cama e colchão para essa fase da vida. Acompanhe!

Quando deve-se trocar o berço pela cama?

O berço é o local que abriga a criança desde os seus primeiros dias de vida. Dessa forma, para os pequenos, estar ali é sinônimo de segurança e conforto. Existem berços que acompanham a criança conforme elas crescem, aumentando de tamanho, enquanto outros têm tamanho padrão e são preenchidos com almofadas próprias enquanto existe necessidade.

De qualquer forma, os berços são indicados para crianças recém-nascidas até cerca de 3 anos de idade. Primeiramente porque seu espaço é limitado e, quando a criança atinge certo comprimento, pode haver limitação de movimentos. Além disso, é necessário que os pais ergam o pequeno para tirá-lo do berço, o que pode ficar difícil e até causar dores na coluna quando a criança está grandinha.

Em alguns casos, as crianças estão tão grandes para os berços que eles se tornam perigosos, uma vez que as grades de suas laterais não são capazes de contê-los. Sendo assim, podem ocorrer quedas quando o pequeno acorda de noite e seus pais não estão observando.

No entanto não existe uma idade ou momento em que é obrigatório trocar o berço pela cama. Isso depende do desenvolvimento da criança, visto que é necessário que ela já saiba andar e consiga subir em sua cama. Além disso, é fundamental que o pequeno se sinta seguro para isso e que os pais tenham confiança de deixá-lo usar a cama.

Como fazer essa transição de forma agradável?

Como falado, o berço é um lugar aconchegante para as crianças. Dessa forma, a transição para a cama pode não ser uma tarefa fácil, mas é possível com paciência e dedicação dos pais.

A primeira dica é envolver o pequeno na escolha, ou seja, levá-lo para experimentar camas e colchões, mostrando como o acessório pode ser divertido e que agora ele já está crescido o suficiente para usá-lo. Como as crianças adoram imitar os pais, essa pode ser uma ótima forma de argumentar.

Para que não ocorram traumas ou medos na hora de dormir, é recomendado que um dos pais fique deitado com a criança nos primeiros dias. Para que ela relaxe é interessante fazer alguma atividade lúdica, como contar histórias e cantar músicas calmas. Após, a mãe ou o pai podem ficar sentados na beirada da cama enquanto a criança pega no sono.

Por fim, os pais devem apenas dar boa noite da porta do quarto após colocar a criança na cama e cobri-la. Esse método garante que os pais saiam de cena aos poucos, enquanto o pequeno se adapta a cama. Na última etapa é fundamental que os pais comprem uma grade para colocar na cama, visto que crianças se movimentam bastante durante a noite.

O período de adaptação precisa de bastante calma e paciência. Afinal, algumas crianças rapidamente se adaptam, enquanto outras podem levar algumas semanas. Nesse momento é importante não ceder aos choros e, caso a criança volte para a cama dos pais, é recomendado levá-la novamente para o seu próprio quarto.

Quais são os benefícios de dormir na cama para a criança?

Os benefícios estão relacionados especialmente ao desenvolvimento da autonomia. Afinal, quando a criança ainda dorme no berço, é necessário que os pais a carreguem e a coloquem nesse espaço. Além disso, é preciso retirá-las de lá no início da manhã. Ou seja, não há autonomia e nem escolhas para serem feitas.

Com a cama esse processo é diferente. Caso a criança acorde durante a noite por algum motivo ela pode ir chamar seus pais no quarto. Aquelas que estão aprendendo a usar o banheiro podem, inclusive, se levantar sozinhas e irem, sem precisar chamar nenhum responsável. Todas essas ações desenvolvem a criança, assim como o senso de autonomia e responsabilidade.

Dessa forma, com o tempo, os pais perceberão que a criança é mais capaz de fazer escolhas adequadas em seu dia a dia, o que contribui para o desenvolvimento intelectual e pessoal e também no processo de aprendizagem.

Qual é a melhor cama e colchão para os pequenos?

Normalmente, quando compra-se o berço o colchão vem no pacote. No entanto, ele nem sempre é o mais adequado. É importante verificar se o colchão é confortável, não sendo duro nem mole demais.

Os colchões mais indicados para os pequenos são aqueles confeccionados com espumas confortáveis. Nesse caso, é fundamental ficar de olho na densidade. A densidade D18 é ideal para recém-nascidos e pequenos até 3 anos, enquanto a D20 é indicada para pessoas de até 60 kg, ou seja, crianças de 3 a 8 anos. No entanto, se o seu filho é muito comprido ou pequeno para a sua faixa etária, pode-se optar por modelos indicados para idades acima ou abaixo, respectivamente.

As camas dependem da preferência dos pais e das crianças. Atualmente, muitos têm optado por camas mais baixas, próximas ao chão, facilitando o acesso das crianças. É importante que o pequeno consiga subir com facilidade no colchão, para evitar riscos de quedas. Além disso, é fundamental que a cama tenha espaço para acrescentar grades, que são elementos importantes na fase de transição do berço para a cama.

E então, entendeu quando trocar o berço pela cama e como fazer essa transição de forma saudável? Lembre-se que esse momento pode ser facilitado tornando-o uma brincadeira! Inclua a criança na escolha e, quando a cama chegar, que tal fazer uma pequena surpresa?

Ficou interessado em realizar essa troca em sua casa? Então, conheça a linha infantil da Americanflex! Lá é possível ver opções de colchões ideais para berços e caminhas, assim como os que são adequados para crianças maiores!

Colchões AmericanflexPowered by Rock Convert

Sem Comentários

Responder