Dicas

Sono na gravidez: quais as mudanças e como dormir melhor?

  • 25 de fevereiro de 2019
sono gravidez

Durante a gestação, em que as mulheres passam por muitas mudanças físicas e emocionais, é comum o sono na gravidez ser bastante alterado.

São muitos os fatores que interferem na qualidade das noites dormidas, desde os hormonais ao crescimento da barriga, das preocupações ao aumento da vontade de fazer xixi, entre outros.

Mas calma: é só uma fase e reunimos algumas dicas para ajudar você a lidar com tantas mudanças e dormir melhor. Confira!

Promoção desconto 10%

Como é o sono na gravidez a cada trimestre?

A verdade é que são muitas mudanças fisiológicas ocorrendo no corpo da mulher, por isso, é natural que o sono também seja afetado. Assim, é importante entender como essas mudanças afetam o padrão de sono a cada trimestre para poder se adaptar.

Primeiro trimestre

Logo no início da gravidez, os altos índices de progesterona são os grandes responsáveis por um sono incontrolável durante o dia e por alterações no sono à noite, que aumentam a sensação de fadiga no dia seguinte.

A verdade é que as mudanças demandam muita energia do corpo, como a formação da placenta, além de uma queda na pressão arterial, que é fisiológica nessa fase. Além disso, os sintomas como seios doloridos, vontade de fazer xixi e enjoos podem piorar bastante a qualidade do sono durante a noite.

Segundo trimestre

Com a produção de progesterona em ritmo mais lento, a sensação de cansaço e sono durante o dia diminui. O alívio é grande e a gestante volta a ter energia para suas atividades diárias, sem precisar arrastar correntes.

À noite, as coisas também melhoram, com menos idas ao banheiro. Porém, como a barriga começa a crescer, às vezes é preciso mudar a posição habitual de dormir. Além disso, podem surgir outros problemas, como câimbras nas pernas, azia e apneia— ronco comum na gravidez, mas que tende a desaparecer mais tarde.

Terceiro Trimestre

Se no início o desafio é se manter acordada durante o dia, no fim, o mais difícil é conseguir dormir à noite. Se sentindo mais pesada, não é fácil encontrar posição, nem tampouco se mexer na cama. As idas ao banheiro retornam com força total, devido ao peso sobre a bexiga.

Nessa fase, a grávida pode sentir dores musculares e os movimentos intensos do bebê podem atrapalhar ainda mais o sono. Para completar, com a chegada do bebê se aproximando, a ansiedade aumenta.

Como se adaptar a essas mudanças?

Não há como evitar esses efeitos colaterais ligados ao sono na gravidez. No entanto, é possível se adaptar seguindo algumas dicas:

  • no início, procure deitar cedo e dormir de 10 a 12 horas por noite;
  • se possível, tire cochilos durante o dia ou, pelo menos, descanse alguns minutos após o almoço;
  • evite o jejum prolongado e a hipoglicemia, o que piora os enjoos;
  • faça refeições leves à noite;
  • pratique exercícios leves, como caminhada, quando liberados pelo médico;
  • procure usar camisolas e pijama confortáveis, que não apertem;
  • cuide para que o quarto fique bem arejado, já que grávidas sentem mais calor;
  • faça massagens com creme nas pernas para aliviar o cansaço;
  • eleve a cabeceira da cama com um calço ou acrescente travesseiros, para diminuir a azia ou a falta de ar;
  • prefira deitar para o lado esquerdo, o que facilita a circulação e oxigenação;
  • evite beber muito líquido ante de se deitar.

Como os acessórios certos podem ajudar?

Apesar de todas as dificuldades, boas noites de sono são fundamentais para a gestante. Repousar o corpo da maneira correta alivia as dores na coluna e o peso da barriga. Por isso, o uso de acessórios como travesseiros e suportes é fundamental.

Para começar, o colchão certo e o travesseiro de altura ideal são essenciais para manter o alinhamento da coluna. Além disso, travesseiros extras ajudam na busca pela posição ideal, que pode variar de uma pessoa para outra. Servem para manter o tronco mais elevado ou para apoiar a barriga, ou ainda para usar entre as pernas, dando mais apoio ao quadril e à coluna.

Conhecendo as mudanças do sono na gravidez fica mais fácil se preparar e encontrar soluções. Além disso, o melhor é descansar sempre que possível.

Gostou deste artigo? Experimente ler também sobre como montar o quarto do bebê!

Colchões Americanflex

Sem Comentários

Responder